Somos um grito sem nenhum som, o mundo é estranho ou talvez nós sejamos estranhos para este mundo.

As pessoas ao nosso redor parecem tão encaixadas, tão equilibradas, tão dentro da normalidade como um relógio de corda e secretamente nós nos comparamos, em algum momento das nossas vidas desejamos ser um deles, desejamos saber como é a sensação de encontrar um lar, essa é a nossa dor, nossa secreta e íntima dor.

A nossa solidão é errante, moramos por algum tempo em lugares abandonados como lembranças e fotografias antigas, dormimos em uma casa sem teto, também conhecida como um momento bom. Aos poucos vamos desistindo dos sonhos, pois eles não nos amam com reciprocidade, aos poucos somos o nosso próprio sonho, vestimos roupas de um delírio bom.

Com o tempo as pessoas irão nos admirar, dirão que somos como estrelas no céu, estrelas distantes e seremos lindos aos olhos delas, as pessoas equilibradas irão chorar e nos mostrar que não são tão equilibradas e a nossa luz irá tocar o choro secreto delas e sorriremos afeto.

Quando percebemos que a nossa existência pode vencer a escuridão do mundo, o nosso coração não estará tão só. Veremos que somos uma multidão de solitários não tão solitários assim. Eu estou quebrado a luz pode passar pelas minhas rachaduras.

Zack Magiezi – via Instagram (@zackmagiezi)

COMPARTILHAR
A Grande Arte De Ser Feliz

Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.


COMENTÁRIOS