Mama, uma chimpanzé de 59 anos, matriarca do Royal Burges Zoo, em Arnhem, Holanda, uma colônia famosa por ser base de pesquisas pioneiras sobre o comportamento primata, em abril de 2016, estava chegando ao final de sua longa vida.

Doente e incapaz de comer, o moribundo animal foi despertado pelo som da voz de seu mais antigo cuidador, o cofundador da colônia e professor de biologia comportamental, Jan Van Hoof, que quando soube da notícia de sua doença imediatamente retornou a Arnhem para visitá-la. A dupla se conhecia desde 1972, e desde então compartilhavam um vínculo de amizade muito profundo.

Quando recebeu Van Hoof em seu leito de morte, Mama a princípio não o reconheceu. No entanto, quando as memórias vieram à tona, foi inundada por emoções que tocaram todos os presentes.

O emocionante reencontro foi registrado em um vídeo, que você verá logo abaixo. Após o registro, Mama morreu uma depois de maneira tranquila:

FONTEJornal Ciência
COMPARTILHAR
A Grande Arte De Ser Feliz

Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.


COMENTÁRIOS