Por Luciana Caczan

Quando os médicos disseram à Becki-Jo Allen que havia três bebês em sua barriga, ela ficou chocada. Mas, quando Becki deu à luz, ela teve uma outra surpresa. Uma que ninguém esperava.

Seus três meninos eram trigêmeos idênticos!
Você sabe quais as chances disso acontecer? Uma em 200 milhões.

Dois anos antes, Becki e seu marido, Liam, contaram à filha Indiana que ela ganharia uma irmã.

O casal, que mora perto de Liverpool, na Inglaterra, estava pensando em ter mais filhos, mas não sabiam exatamente quantos, até que fizeram o ultrassom.

Logo no começo da gravidez, Becki-Jo sentia muito enjoo e dores de cabeça fortes. Por isso, os médicos agendaram um ultrassom antes do que o comum.

Foi aí que o choque aconteceu: a família ganharia 3 novos membros de uma só vez.

“Foi o maior choque de minha vida. Não temos trigêmeos na família, então a notícia chegou do nada”, Becki-Jo disse em entrevista.

Os três meninos, Roman, Rocco e Rohan, nasceram por cesárea quando Becki estava na 31ª semana de gravidez.

Cada um deles pesava cerca de 1,5 kg e os três precisaram passar seis semanas na UTI neonatal.

A gravidez de trigêmeos sempre envolve muitos riscos e é raro que os três sobrevivam.

Felizmente, os três se recuperaram e começaram a ganhar peso. Após um mês e meio no hospital, os bebezinhos estavam prontos para irem para casa.

Os médicos afirmaram que os trigêmeos não eram idênticos, mas todos que os visitavam notaram a incrível semelhança entre eles.

Becki-Jo, então, decidiu pesquisar mais.

Ela entrou em contato com uma companhia que conduzia testes de DNA. Depois de colher algumas amostras e enviá-las para um laboratório, a resposta chegou.

Os três meninos eram de fato geneticamente idênticos.

As gravidezes de trigêmeos se tornaram mais comuns com a fertilização in vitro e outros tratamentos de fertilidade.

Porém, trigêmeos idênticos são extremamente raros.

É muito raro que um óvulo se parta em dois e para uma dessas duas células se partirem novamente durante os primeiros dias de gravidez.

Por esse motivo que, nos EUA em 2015, por exemplo, apenas 4 casos de trigêmeos idênticos foram registrados.

Roman, Rocco e Rohan são, obviamente, muito parecidos. Mas Beki-Jo consegue distingui-los perfeitamente.

“Só quando eles dormem que parecem o mesmo para mim. Eles têm personalidades diferentes. E todos têm uma marca de nascença escura entre as sobrancelhas.

A de Roman é um pouquinho mais escura que as dos outros, e Rohan tem a marca na perna também,” disse a mamãe.

Os trigêmeos usam cerca de 130 fraldas por semana.

Coloque mais cinco pacotes de lenços umedecidos semanalmente e você verá como esses carinhas mantêm os pais ocupados…

Indiana, de 6 anos, está bem feliz com seus irmãos idênticos.

“Ela os ama e não tem ciúme. Fico um pouco com dó dela, porque tenho que pensar em como é crescer com três irmão menores”, disse a mãe.

Os meninos receberão bastante atenção por um tempo. E eles merecem porque são lindos!

Compartilhe essa história com os seus amigos e familiares!

FONTEAwebic
COMPARTILHAR

A Grande Arte De Ser Feliz

Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.

COMENTÁRIOS