São 10. Dez ladrões de energia que, segundo o Dalai Lama, nos fazem cair em suas armadilhas e nos deixam vazios. Não nos damos conta, mas vivemos tão atentos a coisas banais que não prestamos atenção no que é realmente importante.

Tomar distância e se afastar do que não é necessário ajuda a melhorar a nossa saúde em todos os níveis. A dificuldade está em ter consciência do que é prejudicial para caminhar para um lugar que nos ofereça uma certa estabilidade. Por isso, o conhecido líder espiritual fez uma interessante compilação de 10 ladrões que sugam a energia de todos nós.

Vamos ver mais sobre isso:

1 – Pessoas que são pagas em modo de reclamação

“Evite pessoas que só vêm para compartilhar reclamações, problemas, histórias desastrosas, medo e julgamento dos outros. Se alguém está procurando um barco para levar seu lixo, não ofereça a sua mente”.

As pessoas conectadas a um manifestante automático nos exaurem e nos subtraem. Colocar um pingo de energia em aliviar os egocentrismos alheios destrói a nossa essência. Então, como se costuma dizer, se alguém está à procura de um barco para levar seu lixo, não ofereça a sua mente. Desligue a sua vida de tudo aquilo que te afaste de si mesmo e não deixe que os outros te arrastem para as suas tempestades.

2 – As contas… claras

“Pague suas contas a tempo. Ao mesmo tempo, cobre quem te deve ou escolha deixar para lá, se já for impossível cobrar”. Ter as contas claras significa ter a certeza de que não devemos nada a ninguém e de que ninguém deve nada a nós.

As dívidas acabam com a nossa tranquilidade. Por isso é essencial que não tenhamos contas pendentes por aí, assim não teremos que nos esconder ou nos envergonhar por não quitar um compromisso que assumimos. Quem conhece a sensação de falta de ar compreende que se endividar é um dos maiores ladrões de energia que existem.

3 – As promessas pendentes

“Se não cumpriu suas promessas, se pergunte por que tem resistência. Você tem sempre direito de mudar de opinião, de se desculpar, de compensar, de renegociar e de oferecer alternativa perante uma promessa não cumprida. A forma mais fácil de evitar não cumprir com algo que você não quer fazer é dizer NÃO desde o princípio”.

Ser uma pessoa de palavra é uma das qualidades mais valorizadas e cotadas no mercado das relações interpessoais. Essa é, sem dúvida, uma característica que vai mais além, porque reflete boas intenções e consideração para com os outros.

4 – Não ouvir os nossos interesses

“Elimine o que for possível, delegue aquelas tarefas que você prefere não fazer, e dedique seu tempo a fazer as coisas que gosta”. Não delegar aquilo que é aversivo para nós e que é possível passar para frente significa encher a nossa vida de uma negatividade desnecessária.

Às vezes, simplesmente, não estamos em condições de realizar uma tarefa. Outra pessoa pode, inclusive, realizá-la melhor, ou talvez ela tenha mais vontade de completá-la do que nós. Isto vale tanto para o lar quanto para o trabalho. Certamente existem centenas de opções que garantem uma melhor condição. Isso irá garantir um equilíbrio positivo nas nossas vidas.

5 – Não descansar e nem agir

“Dê-se permissão para descansar se estiver em um momento no qual necessita e dê-se permissão para agir se estiver em um momento de oportunidade”. Cada pessoa tem o seu ritmo, mas é importante saber descansar e recuperar as forças. Não fazer isso quando mais precisamos implica perder as nossas forças e cometer irresponsabilidades que vão acabar em arrependimento.

6 – A desordem

“Tire, arrume e organize; nada te toma mais energia do que um espaço desordenado e cheio de coisas do passado de que você já não precisa”. Existem bagunças e bagunças. Algumas mais catastróficas do que outras mas, no final das contas, todos nós precisamos da iniciativa de nos desfazer de algo.

7- Não cuidar da sua saúde

“Dê prioridade à sua saúde; sem o seu corpo trabalhando ao máximo, você não pode fazer muito. Tire alguns momentos para descansar”. De pouco serve ter muito trabalho, muito dinheiro e muito patrimônio se não somos capazes de cuidar do que nos sustenta: o nosso corpo. É essencial que dediquemos tempo para relaxar, praticar um esporte, nos alimentarmos bem e nos conhecermos.

8 – As situações difíceis

“Enfrente as situações tóxicas que você está tolerando, desde resgatar um amigo ou um familiar, até tolerar ações negativas de um companheiro ou um grupo. Tome a ação necessária”. As situações difíceis nos ajudam a criar estratégias se assumirmos o controle e tentarmos resolvê-las. Adiar ou ignorar coisas pode nos gerar estresse e, assim, dificultar a nossa estabilidade.

9 – Não aceitar

“Aceite. Não é resignação, mas nada te faz perder mais energia do que resistir e brigar contra uma situação que você não pode mudar”. A única forma que temos para nos livrarmos dos monstros é aceitando-os. Assumir que há coisas que não devem mudar é mais um passo no sentido de conquistar o bem-estar emocional.

10 – Não perdoar

“Perdoe, deixe ir uma situação que esteja causando dor; você pode sempre escolher deixar a dor ir embora”. O perdão serve como um travesseiro confortável. É provável que a vida nos coloque à prova, por isso é importante não alimentarmos rancores; porque se o fizermos, iremos morrer aos poucos.

Guardar rancor é humano, muito humano. Mas perdoar também o é. E errar. Dizem que quem não ama não perdoa. Na verdade, é precisamente o amor o culpado do perdão. O amor ao outro, à vida, ao mundo e a si próprio.

FONTEA mente é maravilhosa
COMPARTILHAR
A Grande Arte De Ser Feliz

Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.


COMENTÁRIOS