‘Zootopia’ é um filme infantil que também dá lições a nós, adultos. No filme, podemos ver como Judy Hopps, uma pequena coelhinha, trabalha para alcançar seu sonho: unir-se ao departamento de polícia de Zootopia. Tudo isso apesar das advertências de sua família e da falta de apoio das pessoas ao seu redor.

Graças a esta animação, o público pode ver as similaridades entre este mundo animal e a sociedade humana cotidiana. Trata-se de um espelho para aprender valores tão importantes como a tolerância e a superação pessoal.

O filme ‘Zootopia’, um reflexo do nosso mundo

De maneira sutil, o espectador pode ver até que ponto as espécies animais e os grupos sociais se parecem. Cada grupo animal com ocupações quase determinadas se assemelha facilmente aos grupos sociais concretos. Além disso, representam aquilo que muitas pessoas desejariam ser.

Em ambos os casos existe um problema: os preconceitos que as pessoas têm. As ideias pré-concebidas que temos sobre os outros acabam afetando a nós mesmos. Neste sentido, o filme ensina o caminho para eliminá-las e poder chegar mais perto do que cada um se propõe.

De fato, a protagonista dá uma lição clara: as aparências e os rótulos enganam. A falta de compreensão de sua família e a falta de confiança das pessoas com as quais convive em seu trabalho servem apenas para Judy Hopps superar a si mesma.

“O homem nunca criou um material tão resistente quanto o espírito humano”.
– Bernard Williams –

Então, graças a ela pode-se observar que a insistência e a fé tornam possível chegar mais perto do que queremos do que imaginamos. As dificuldades, porém, não são mais do que oportunidades com as quais podemos aprender.

A tolerância é a chave para a superação pessoal

Talvez um dos métodos mais efetivos para cumprir um sonho seja a eliminação de barreiras. Esse filme mostra como isso funciona, tanto por dentro quanto por fora. É melhor não ter medo do que nos diferencia dos demais, pois as diferenças são uma oportunidade para nos conhecermos melhor.

A tolerância se encontra sob a aceitação da diversidade, como a protagonista mostra desde o começo. A única forma de aproveitar o que os outros podem nos oferecer é eliminando preconceitos e sendo tolerantes.

Quem ia imaginar que Judy Hopps, sendo uma coelha, chegaria a fazer parte da equipe de polícia? Ainda mais sabendo que a equipe era dominada por predadores e espécies consideradas fortes.

“Se não podemos colocar um fim em nossas diferenças,

devemos contribuir para que o mundo seja um lugar apto para elas”.

– John Fitzgerald Kennedy –

É bom não sermos iguais, já que assim é possível desfrutar de detalhes da vida que não saberíamos apreciar se outras pessoas não nos tivessem ensinado. Consequentemente, entender os demais não é mais do que uma oportunidade para descobrir e compartilhar.

Vamos ser como Judy: sonhar alto

Viver em tolerância e saber que a diferença não é impedimento para se superar e cumprir um sonho é essencial. No fim das contas, para sermos grandes, precisamos ser como Judy e sonhar acordados. Sem nos rendermos e pensando que, com nosso esforço e persistência, estaremos um pouco mais próximos de poder alcançar o que quisermos.

De onde viemos, o que fazemos e quem somos é importante. No entanto, o mais importante a se considerar é o tamanho das nossas metas, e estarmos dispostos a lutar por elas. Com insistência, amor pelo que fazemos e coragem, o caminho pode ser, sim, percorrido.

“A única coisa a temer…

é o próprio medo”.

– Zootopia –

Neste sentido, não cabe dúvida de que o filme representa uma lição para adultos e uma porta de aprendizado para as crianças. Graças ao filme podemos perceber que, às vezes, nos esquecemos de valores fundamentais. E, principalmente, olhar o mundo desde uma perspectiva infantil nos aproxima muito mais de nós mesmos do que imaginamos.

FONTEamenteemaravilhosa.com.br
COMPARTILHAR
A Grande Arte De Ser Feliz

Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.


COMENTÁRIOS