Hoje, gostaríamos de compartilhar um conto sobre o respeito que pode servir a todos, tanto adultos quanto crianças. Trata-se da história da bruxa e da irmã do Sol. Se tivermos consideração com os demais e formos humildes, poderemos construir uma sociedade mais justa e igualitária.

Mesmo que pareça uma ferramenta infantil, o conto é um veículo fantástico para propor valores no mundo inteiro, não apenas para crianças.

A bruxa e a irmã do Sol

Como não podemos compartilhar este conto por inteiro, vamos fazer um pequeno passeio por suas passagens mais importantes, para que todo leitor tenha uma ideia do conteúdo da história.

Contam as velhas lendas que, em um país muito distante, moravam um czar e uma czarina que tiveram um filho mudo chamado Ivan. Desde muito pequeno, ele se tornou muito amigo de um jovem do palácio que lhe contava histórias.

Com 12 anos, Ivan pediu ao jovem que lhe contasse outro conto. Entretanto, o empregado disse a ele que seus pais iam ter uma filha que devoraria toda a sua família. Se quisesse sobreviver, deveria pedir o melhor cavalo a seus pais e fugir para o mais longe possível.

Ivan falou com seu pai, que se emocionou ao escutar a voz de seu filho pela primeira vez em 12 anos. Tomado pela felicidade, deu o cavalo ao menino, que foi montado sobre ele até onde o animal o levasse.

Menino com cavalo

A aventura de Ivan

Ivan saiu e conheceu muitas pessoas em sua viagem, a quem pediu abrigo. Entre os personagens, viu duas anciãs que não lhe deram abrigo porque teciam uma peça que, uma vez acabada, levaria suas vidas.

Havia também dois homens, Vertudub, que morreria ao terminar de arrancar alguns carvalhos, e Vertogez, que acabaria com sua vida ao terminar de dar voltas em algumas montanhas.

Ivan ficou desconsolado e chegou ao palácio da irmã do Sol, onde foi acolhido com carinho e tratado como um filho. Mas o menino chorava e não era feliz, já que sentia muita falta de seu lar.

Finalmente, a irmã do Sol deixou que ele voltasse à sua casa e lhe deu um pente, uma escova e duas maçãs mágicas que fariam rejuvenescer quem as comesse.

O caminho de volta

Ivan voltou pelo mesmo caminho e reencontrou as pessoas que não lhe deram abrigo. Primeiro, viu Vertogez, que só precisava dar a volta em mais uma montanha. O jovem jogou a escova no chão, fazendo com que novas montanhas aparecessem. O homem se alegrou e seguiu com seu trabalho.

Pouco depois encontrou Vertodub, que só tinha mais três árvores para arrancar antes de morrer. O menino lançou o pente ao chão fazendo nascer grandes florestas, o que fez com que o homem não tivesse que morrer, pois tinha trabalho a fazer.

Finalmente, Ivan encontrou as duas anciãs e lhes presenteou com as maçãs rejuvenecedoras. Depois de comê-las, se transformaram em jovens exuberantes que, para recompensá-lo, presentearam o menino com um lenço capaz de criar um lago ao ser sacudido.

Desfecho

Assim, Ivan voltou ao seu lar. Sua irmã o recebeu com carinho e pediu que tocasse a harpa enquanto ela preparava a comida. No entanto, na realidade, a bruxa afiava os dentes para devorá-lo.

Avisado por um rato – que substituiu Ivan na harpa para que o menino fugisse – Ivan correu, mas não com velocidade suficiente, pois a bruxa estava alcançando-o.  Assim, sacudiu o lenço para criar um lago e atrasá-la.

Em sua fuga, Ivan passou perto de Vertodub que, consciente do que estava acontecendo, empilhou troncos de árvores para criar uma montanha que parasse a bruxa, que roía as árvores para seguir com sua perseguição.

Logo se aproximou do local em que estava Vertogez que, consciente da situação, moveu a montanha mais elevada ao centro do caminho que separava Ivan da bruxa para atrasá-la.

E, assim, Ivan chegou à porta do palácio da irmã do Sol e pediu que abrissem os portões, e isso logo foi feito. Enquanto isso, a bruxa pediu que entregassem seu irmão. Além disso, propôs um trato: comeria o menino se ela pesasse mais do que ele na balança; do contrário, morreria nas mãos do garoto.

Ivan foi o primeiro a se pesar. Depois, quando a bruxa subiu, o menino aproveitou o impulso do peso dela para dar um grande salto que o levaria ao céu, onde o esperava outro palácio da irmã do Sol, no qual viveria para sempre, são e salvo.

Valores do conto da bruxa e da irmã do Sol

Este conto sobre o respeito é uma obra do russo Aleksandr Nikolayevich. O que o autor quis mostrar? Sem dúvida, a importância da humildade, a consideração com os demais e a retribuição que recebemos quando fazemos o bem a outras pessoas.

Finalmente, além de ser um conto sobre o respeito, também encontramos uma relação de igual entre as classes. Apesar de Ivan ser de uma classe nobre, não teve problema em empregar suas forças a favor dos outros.

FONTEA Mente é Maravilhosa
COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.