Foi amor à primeira vista para o jovem Walker Cousineau ao ver Puppy, um lindo pit bull de 9 anos que estava disponível para adoção no abrigo da Humane Society of Midland County, nos EUA.

“Puppy é surdo. Assim como eu! Eu preciso dele – ele é meu cachorro”, disse Walker durante a primeira visita ao canil, dias após ver um post no Facebook que mostrava o cão pronto para ser adotado.

“Achamos ele super extrovertido, inteligente e adorável… Já virou o mascote da família”, afirmou Mindy Cousineau, a mãe do adolescente de 14 anos.

Mindy e seu marido, Jim Cousineau, entraram no carro com Walker e dirigiram cerca de 50 km de sua casa em Bentley, Michigan, para o evento de adoção Empty the Shelters da Bissell Pet Foundation em 31 de julho.

“Pedimos para ver o cachorro surdo que eles chamavam de Puppy e, assim que o trouxeram, sabíamos que não havia como voltar atrás”, compartilhou a mulher de 42 anos, acrescentando que foi uma conexão instantânea entre seu filho e o peludo de 6 anos que havia sido deixado no abrigo cerca de um mês antes.

Não demorou muito para que Walker criasse um nome para seu novo melhor amigo. Inspirado na frase “Ei, Dave, ouça, por favor!” do filme “Meu Malvado Favorito”, o adolescente decidiu nomear o cão “Dave”.

“Já tínhamos dois cachorros em casa, mas quando vimos Dave cair no colo de Walker, foi um negócio feito. Era como se Dave estivesse dizendo: ‘Este é o meu novo tutor!'”, disse Mindy.

Walker, que está no nono ano do ensino fundamental, tem autismo moderado e uma deficiência auditiva degenerativa. Enquanto ele pode ouvir tons mais agudos, o adolescente usa aparelhos auditivos para ajudá-lo a ouvir sons graves.

“Walker podia ouvir muito bem até que ele tinha quase 10 anos e teve gripe A”, disse Mindy, acrescentando que ela suspeita que a doença pode ter causado a perda auditiva.

De acordo com Casey Nicholson, do abrigo da Humane Society of Midland County, Walker e Dave são as combinações perfeitas, já que o cão também precisa de um pouco de amor extra depois de tudo que passou, incluindo maus-tratos e violência física dos seus antigos tutores.

“Quando ele chegou aqui, nos disseram que era surdo”, acrescentou Nicholson. Embora Dave rapidamente tenha se tornado o xodó da equipe por causa de seu comportamento gentil, ele foi preterido para adoção várias vezes por causa de sua surdez antes de Walker ver sua foto online.

“A amizade de Dave e Walker é o lembrete perfeito de que há uma família para cada animal de estimação do abrigo esperando por sua segunda chance”, disse Brittany Schlacter, porta-voz da Bissell Pet Foundation.

Enquanto isso, Mindy revelou que Dave rapidamente se sentiu em casa quando entrou pela primeira vez em sua residência. Ele começou a brincar com os outros cães da família, Doug e Darry, e com o irmão mais novo de Walker, Chase, 12. “Ele agiu como se sempre tivesse morado conosco”, disse ela.

A família também ficou agradavelmente surpresa ao saber que Dave já conhecia os comandos da língua de sinais.

“Ele entende os comandos de sentar, correr, se alimentar, deitar e os obedece sempre”, disse Mindy. “Todos nós o aceitamos e o amamos. Ele é um cachorro divertido, e está ajudando Walker a querer passar mais tempo ao ar livre. Eles correm no quintal e brincam de pega-pega. Walker se tornou mais sociável e agora está conversando com as crianças da escola. Ele até decidiu se juntar ao time de futebol da escola. Ele se abriu por causa de Davi”, completou ela.

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS