A atriz Cássia Kis vem passando por períodos muito turbulentos, após posicionar-se de modo ultraconservador e apoiar pautas consideradas por muitos como “em decadência”.

Após ser acusada de assediar moralmente os seus colegas, Cassia Kis reage também resolve denunciar integrantes do elenco de “Travessia” com as mesmas queixas junto ao departamento de compliance da Globo.

Segundo informa o site Terra, a denúncia da atriz foi feita no final da semana passada, aproveitando o gancho de um texto que ela foi convidada a publicar no jornal Folha de S. Paulo.

O site Na Telinha, noticiou que Cássia citou nomes e relatou situações que a fizeram sentir-se discriminada, como, por exemplo, “colegas que saem do camarim cada vez que ela entra para trabalhar e dificuldades para ensaiar com o elenco”. E mais, “os atores estariam se recusando a passar o texto com a intérprete de Cidália, alegando constrangimento pelas atitudes dela. Eles a denunciaram há duas semanas por intolerância política, religiosa e homofobia”.

Atriz Cássia Kis em manifestação bolsonarista no Rio de Janeiro.

Segundo o site mencionado, a atriz ainda teria afirmado que sofre zombarias por defender Jair Bolsonaro. Foi, inclusive, apelidada de Perpétua nos bastidores da Globo, numa referência à personagem de Joana Fomm, em Tieta (1989). A alusão é pejorativa porque, na novela clássica, a vilã era uma beata que levava, hipocritamente, um discurso reacionário, defendendo pautas ultrapassadas e discriminatórias que, em sua vida pessoal, ela mesma desrespeitava.

A Globo, até o momento, não se manifesto publicamente sobre essas denúncias, assim como não se pronunciou oficialmente sobre nenhuma das denúncias apresentadas contra Cássia. Contudo, segundo os bastidores, tudo indica que será o último trabalho da atriz na emissora.

Cogita-se ainda, em virtude do clima de hostilidade descrito tanto por Cássia quanto por seus colegas, que a personagem hoje interpretada pela atriz na novela Travessia tenha um papel cada vez mais dininuto.

RECOMENDAMOS



Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.