Regiane foi usuária de crack durante 6 anos e chegou a roubar para sustentar o vício, até que foi presa. Porém, sua prisão, na verdade foi sua salvação, já que o delegado, Carlos Miranda e os policiais envolvidos em seu caso, se sensibilizaram com a situação e decidiram que iriam ajudá-la a promover uma mudança em sua vida. (Você também pode apoiar causas com Visa, sem pagar nada a mais por isso, inscreva-se aqui.)

Na época, ela foi presa em flagrante e estava grávida, mas acabou sendo solta na audiência de custódia. Um dia, quando voltou à delegacia, 47º DP, no Capão Redondo, em São Paulo, para buscar alguns documentos, o delegado propôs para que ela participasse de uma campanha, que ele mesmo estava organizando, com o objetivo de ajudar na retomada de sua própria vida. A campanha, que está arrecadando roupinhas, leite, fraldas e tudo o que um bebê precisa, é para o pequeno Matheus, filho dela, de poucas semanas.

A ação tem feito tanto sucesso que estão chegando doações até do Japão. Em entrevista ao SBT, o delegado afirma que a função da polícia não é somente a de prender quem está cometendo um crime: “Não adianta só prender. A gente tem que ter uma responsabilidade social também”. Dê uma olhada nas coisas que Regiane anda recebendo, graças à iniciativa do delegado:

Regiane, que foi presa por roubar um celular de uma loja de eletrônicos, está pagando por seu crime em liberdade, prestando serviços à comunidade. Ela diz que nunca mais pretende utilizar drogas e, realmente, está dando novo rumo à vida.

Mãe do recém nascido Matheus, a mulher de 34 anos hoje considera que Carlos Miranda e os outros policiais envolvidos em sua história, são os seus amigos de verdade, aquelas pessoas que realmente a ajudaram a sair da triste situação em que se encontrava. Um deles, até foi escolhido para ser padrinho de seu filho.

Veja as postagens do delegado em seu Instagram:

Olá pessoal! Bom dia! Peço escusas para aqui contar algo que começou muito triste e, ao final, se tornou uma história feliz e de superação. Estes são a Regiane e seu filhote Matheus, com poucas semanas de vida. A Regiane me autorizou contar a história dela, com o intuito de obtermos doações para o Matheus! Pois bem, serei direto. Prendemos a Regiane em flagrante, pelo crime de furto de um aparelho celular, há alguns meses atrás. Regiane praticamente vivia na rua, e na época, me chamou atenção o fato dela estar grávida. Muito magra, devido ao vício em crack, me disse que estava furtando para sustentar seu vício, o que, infelizmente, não é incomum na região onde trabalho e em tantas outras zonas periféricas. A situação de Regiane obviamente nos comoveu bastante e, após ser solta na audiência de custódia, veio pegar seus pertences e iniciou-se uma relação de amizade entre ela e nós policiais do 47o DP. Regiane parou de usar drogas, gradualmente, recebendo assistência de sua família e novos amigos. Com a graça de Deus, Matheus nasceu bem e com saúde, apesar dos riscos que o uso de entorpecentes gera ao feto. Agora precisamos unir as pessoas de bem, e angariar doações daquilo que o Matheus mais precisa no momento: fraldas (tamanhos P a G), lenços umedecidos, leite em pó para recém-nascidos e até um ano e roupinhas de bebê, tamanho M em diante. As doações podem ser recebidas aqui mesmo no 47o DP, Capão Redondo, só procurar a Chefia de Investigadores. Mais informações forneço inbox a quem puder ajudar esse pequenino irmão que Deus nos deu. Obrigado a todos!

A post shared by Carlos Miranda (@delta_cm) on

 

E assista abaixo a reportagem feita pelo SBT:

Ficamos muito felizes quando vimos este tipo de história, que é um verdadeiro exemplo de superação, força de vontade e amor ao próximo!

Com informações de SBT

Fotos: reprodução Instagram / @delta_cm

FONTERazões para acreditar
COMPARTILHAR

A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.

COMENTÁRIOS