Devido a pandemia as escolas foram as primeiras a serem fechadas, e os professores passaram a utilizar a internet como ferramenta de ensino. Mas o acesso nem sempre é possível para todos, alguns alunos não tem uma conexão ruim, e outros as condições financeiras não permitem ter internet em casa.

Fica a pergunta, vão perder o ano letivo? não vão ter oportunidade de estudar nesse período?

Para a dedicada diretora Cleusa, de jeito nennhum! Sem poder receber os alunos na escola, ela não mede esforços para atender às necessidades das crianças e as famílias.

“Não medirei esforços para que todos tenham acesso ao conhecimento”. A frase é de Cleusa Regina de Vargas de Araújo, diretora da Escola Municipal Maria Martins Budal, em Garuva (SC).

“Não medirei esforços para que todos tenham acesso ao conhecimento”. Foto: Herison Schorr

Com livros em mãos e muito amor, ela veste sua máscara de proteção – pela idade, 60 anos, Cleusa faz parte do grupo de risco do coronavírus – e leva o material didático para o aluno na porta de casa.

“Fico do lado de fora das casas, uso máscara. Quando chego em casa tiro o calçado na porta, em seguida tiro a roupa e boto na máquina e vai direto para o banho”.

Foto: Herison Schorr

Na manhã desta quinta (7), a visita foi aos alunos que moram na Vila das Pedras, uma comunidade à beira da BR 101. A diretora se arrisca andando pelo acostamento, tudo para que as crianças não percam o conteúdo.

“Às vezes atravesso a BR-101, outras vezes ruas simples. Não importa como vou chegar o importante é estar lá”.

Muito grata a mãe do Gabriel, 6 anos, afirma que o filho está aprendendo bem e admira o esforço de Cleusa.

“Como aqui é muito mato, aí o sinal cai e nem entra. É bem complicado”, destaca Dara Lúcia Franco Budal.

“Só assim encontraremos uma verdadeira paz que só está no amor que Deus nos dá”, diz Cleusa.

Certamente o ato de Cleusa ficará guardado para sempre na memória de Gabriel!

Com informações: RPA | Notisul

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.