Não é todo dia que encontramos algo tão raro e especial.

Um grupo de amigos de Ezeiza (Argentina) foi pescar em um riacho próximo, mas além de tirar a pesca de suas vidas o que encontraram foi algo mais interessante ainda. Eles encontraram a carapaça gigante de um gliptodonte, animal extinto parente do tatu.


O fóssil teria pelo menos cerca de 10.000 anos, embora alguns o indiquem há milhões de anos. Esta criatura em particular pode não ser uma das mais antigas, mas ainda é tão valiosa.

Em 2015, outras pessoas encontraram algo semelhante a apenas alguns quilômetros de distância.

Os jovens a princípio pensaram que se tratava de um ovo de dinossauro, porém não tinham certeza e decidiram pedir ajuda.

Ligaram para outro amigo que transmitiu a descoberta ao vivo por meio de suas redes sociais e aí começou o turbilhão. A notícia se tornou viral e chegou à televisão.

De acordo com os especialistas, o gliptodonte estava nessa posição quando bebia água do riacho. A sua extração romana completa 15 dias devido à delicadeza com que tem de ser trabalhada.

Confira a reportagem com legendas em espanhol:

Fonte Nacion

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.