A iridescência dos céus colore as nuvens, criando um arco-íris belíssimo

Ser um fotógrafo da natureza é um trabalho incrível e privilegiado. Sua beleza particular é tão difícil de capturar que poucos conseguem transmitir a realidade da câmera, por isso é um trabalho pesado, mas realmente gratificante quando registros como esses são o resultado.

Uma maravilha natural pouco conhecida

Svetlana Kazina é uma fotógrafa que abandonou a vida nas grandes cidades e se estabeleceu perto da natureza na República de Altai, onde montanhas, nuvens e céu são suas melhores companhias.

Durante uma de suas manhãs, o cume mais alto do maciço Altái, na montanha de Beluja, mostrava nuvens que chamaram atenção, é claro, a fotógrafa não hesitou em pegar sua câmera para capturar o majestoso momento. O que ela conseguiu foi algo ímpar, reflexos brilhantes conhecido por iridescência.

Esse fenômeno, geralmente pode ser observado no outono ou no inverno, em certos lugares do planeta, nas proximidades do sol e da lua, sua formação é bastante semelhante à de um arco-íris tradicional, exceto que nesse fenômeno óptico a luz passa através nuvens que contêm pequenas gotas de água e difratam e emitem cores.

”As nuvens nas minhas fotos são tão finas que lembram uma renda. A força do vento nessa altitude era alta e o padrão de tecelagem das nuvens mudavam a cada segundo.”

Que sorte registrar um momento tão lindo! A natureza nos oferece um verdadeiro espetáculo, não é mesmo? Sempre que pudermos devemos contemplá-la com amor e gratidão.

Traduzido do site: Nation

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.