Por Taianne Rodrigues

Dar um filho para adoção é uma decisão muito difícil.

Para Christina Fisher, 36 anos, da Flórida, não foi diferente.

Quando ficou grávida, se encontrava em condições complicadas: não tinha emprego e tinha acabado de ser despejada do trailer onde morava.

Então, com o coração partido, Christina decidiu colocar sua filha para adoção.

Ela acreditava que Abigail teria maiores chances com uma família.

Mas tudo mudou quando a criança nasceu…

A família que iria adotá-la, de repente mudou de ideia assim que viu o rostinho de Abigail Lynn, nascida em janeiro de 2016.

“Ela saiu chorando… e deixou o hospital. Nunca mais ouvimos falar deles”, explicou Christina sobre os pais adotivos ao Telegraph.

Apesar das ultrassonografias nunca terem apontado nada, após o nascimento, Christina e os médicos perceberam que a recém-nascida era diferente das outras crianças na maternidade.

Abigail foi diagnosticada com Síndrome Treacher Collins, condição genética rara que afeta o desenvolvimento dos ossos e tecidos faciais. E ainda, algumas partes do rosto podem ser subdesenvolvidas.

E o que Christina sentiu ao ver a filha? Puro amor!

“Eu não consigo imaginar minha vida sem ela”, afirma a mãe.

Para custear os cuidados da filha, Christina lançou uma campanha no Go Fund Me e já alcançou o valor de $22.376 do seu objetivo de $25.000.

Felizmente, o amor venceu. Compartilhe essa história com os seus amigos e familiares!

FONTEAwebic
COMPARTILHAR

A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.

COMENTÁRIOS