Um grupo de jovens empreendedores da Hungria, no leste europeu, criou uma inovadora empresa com sede em Bucareste que oferece uma alternativa de energia limpa, criando o primeiro pavimento solar usando garrafas de plástico recicladas, ideal para implantação em em casas e empresas.

A ‘Platio Solar’, como foi batizado o pavimento, utiliza para cada metro quadrado, cerca de 400 garrafas PET, que fazem parte dos tipos de plástico de consumo mais utilizados. Elas são comprimidas em paralelepípedos e assim se obtêm um material uniforme, mais resistente que o concreto e sem deixar de ser antiderrapante.

Leia também: EUA doam 500 milhões de doses da Pfizer para países pobres. O Brasil fica de fora

De acordo com o portal Ciclo Vivo, o Platio possui outras características importantes da pavimentação solar como: economia de espaço, já que “a tecnologia solar passa a fazer parte do ambiente construído sem ocupar espaço valioso”; eles também têm um design estético disponível em azul, vermelho, verde e marrom que “transforma cidades, edifícios e casas em marcos do arquiteto do século 21”.

Por outro lado, os designers de pisos da Platio Solar mencionaram que após a instalação, a manutenção requer baixa complexidade operacional, sendo muito mais simples do que os painéis solares montados no telhado.

Leia também: Comovente curta-metragem sobre casamento feito por iraniano de 20 anos vence prêmio

Desta forma, o sistema permite o desenvolvimento de áreas pavimentadas com melhor acesso à luz solar, comparativamente ao utilizado em telhas solares e também com potencial de produção de energia em maior escala.

Além disso, o sistema de calçada é perfeito para áreas externas como parques e praças, onde também colocam poltronas com acesso a conectores para que as pessoas possam carregar seus aparelhos.

O sistema de pavimentação da Platio Solar também pode ser utilizado para gerar eletricidade para uma casa ou para alimentar um veículo elétrico e, de acordo com o site da empresa, é necessária apenas a instalação de uma calçada de 20 m2, para cobrir o consumo de energia anual de uma casa média.

Por fim, o sistema Platio Solar começou a ser implantado por diversas empresas, marinas e cidades inteligentes, que buscam alternativas sustentáveis ​​com energia verde que também lhes permitam colaborar com a reciclagem do plástico.

Sem dúvida, uma opção muito inovadora e eficiente por um mundo mais sustentável!

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS