Muito esforçado, ele vendeu latinhas para conseguir comprar um celular e ter acesso à internet!

Devido a pandemia, as instituições de ensino tiveram que optar pelo ensino à distância. Porém, nem todos os alunos possuem condições de estudar através dessa alternativa, muitas vezes o financeiro das famílias não permitem a aquisição de um plano de internet.

Mais isso não foi empecilho para esse dedicado aluno… Vem conhecer essa história!

Um garoto de apenas 13 anos, chamado Willian, passa seus dias sentado em um banco de uma praça de Hidrolândia, cidade a cerca de 30 km de Goiânia, em Goiás. Quem vê acha até que é uma cena rotineira. Mas não: o garoto permanece no local apenas para conseguir o acesso à rede Wi-Fi do açougue em frente e, com isso, estudar neste período de pandemia.

Willian está no oitavo ano do ensino fundamental e, neste período de quarentena para combater o novo coronavírus, as aulas só acontecem à distância. O garoto é de família humilde, que não possui condições de manter internet e nem mesmo de comprar um aparelho celular. No entanto, o menino não pensou em reclamar ou desistir dos estudos, mas lutou para seguir em frente.

O garoto cata latinhas e as vende para realizar os seus sonhos. Ele conseguiu comprar um celular e contou com a ajuda do dono do açougue, que gentilmente liberou a senha do Wi-Fi. Agora, Willian continua, dando exemplo de dedicação e acreditando que um futuro melhor é possível através dos estudos e da educação.

Veja a reportagem publicada pelo SBT:

Parabéns Willian, você vai longe!

Via: Instagram @blogexamedaordem

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.