Por Stael Ferreira Pedrosa

A estudante Mariana Lopes promoveu o encontro entre um pai morador de rua e sua filha após publicar uma foto dele em uma festa de comemoração ao aniversário da cidade de São Paulo.

Mariana conheceu Emir, um senhor idoso e morador de rua, por acaso, quando este se aproximou dela e perguntou se poderia beber um pouco da bebida da estudante durante a festa da Cidade de São Paulo. Mariana compartilhou seu vinho e, em seguida, ele pediu à estudante que ligasse para sua filha, Elizabete, que mora em Joinville, Santa Catarina, porém, ele não sabia o número.

Conversando com o idoso, Mariana descobriu que ele é de Joinville e que havia ido para São Paulo a pé. Vivia no Anhangabaú, e se alimentava devido ao bolsa família. A estudante também notou que o homem falava muito que não estava só, que estava com Deus e sorria sempre que dizia isso. A história comovente foi compartilhada por Mariana, junto com a foto de Emir, em seu Facebook. No final do relato, ela mandou um recado na esperança que chegasse até a filha dele:

“Se vc for a Elizabete de Joinville que tem um pai chamado Emir, perdido por esse mundão, saiba que seu pai mora no vale do Anhangabaú, acompanhado de Deus e da fé dele, e que ele não entrou em contato com você ainda pq ele não sabe seu número. Mas ele pensa muito em você”.

E terminou dizendo: Quem quiser compartilhar, fique à vontade, quem sabe a gente chega até a Elizabete…

Viralizou

A história de Emir viralizou e o relato foi compartilhado mais de um milhão de vezes. A princípio algumas pessoas especulavam se tratar de um homem que havia desaparecido de Londrina em 2014, chamado Emir Elias Daher, mas a Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Paraná, que confirmou a existência de um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento deste Emir, disse que ele foi encontrado no dia seguinte, não se tratando, portanto, do Emir, pai de Elizabete.

Mariana então se empenhou em encontrar a família de Emir. Ela conta que a repercussão da história chegou até a assustá-la, mas que foi isso que propiciou a história ter um final feliz. A estudante foi postando “boletins” sobre as buscas pela família de Emir.

Na tarde de terça-feira, dia 06 de fevereiro, Mariana publicou em seu Facebook, que Emir e Elizabete finalmente se falaram por telefone e planejaram como e onde iriam se encontrar. A revista Veja publicou a história e o seu desfecho. A estudante terminou a postagem agradecendo: “Agora todos nós podemos sair de cena. Muito obrigada pelo carinho e pelas mensagens lindas que recebi. Não tenho palavras para agradecer”.

FONTEFamília.com.br
COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.