Tartarugas-gigantes mantinham um relacionamento há mais de 115 anos e, de repente, afastaram-se. Ninguém sabe porquê.

Depois de mais de um século juntas, o divórcio parece mesmo ter chegado para ficar. A  incrível história é de Bibi e Poldi, e continua sem explicação.

Ambas nasceram em meados de 1897, se conheceram pouco depois e logo iniciaram um relacionamento, o que significa que estão juntos há mais tempo do que qualquer humano vivo consegue se lembrar, mas sem que ninguém pudesse imaginar o relacionamento veio a terminar sem nenhum motivo aparente, mais de cem anos depois.

Os dois répteis, com cerca de 300 quilos de peso cada, estão no Reptilienzoo Happ, na Áustria, desde 1976 e antes estiveram em um zoológico da Suíça.

“Quando as recebemos nos disseram que estavam juntos e viviam juntos há vários anos. Não saíam do lado um do outro”, indicou a diretora do Reptilienzoo, Helga Happ, citada pela mesma publicação. A responsável refere, inclusive, que “sempre viveram de forma muito pacífica, não havia conflitos”.

Eis que, em um belo dia, sem qualquer aviso, Bibi, a fêmea, se irritou com Poldi, o macho. Não bastando a atitude inesperada ainda o tentou atacar, fazendo com que seu companheiro de anos se recolhesse na carapaça. Bibi estava tão zangada que ainda o provocou e mordeu a carapaça de Poldi. “Saiu sangue e tivemos que chamar o veterinário”, relembrou Helga Happ.

E assim terminava uma relação de 115 anos, segundo a mesma, pois nunca mais conseguiram unir os dois e os biólogos não sabem dizer o porquê, não há uma explicação.

“Se tivesse que adivinhar, diria que ele se tinha metido com outra tartaruga fêmea, mas não há mais nenhuma. Talvez ele tenha sentido que ela é muito velha, está com ela há mais de 100 anos, é muito tempo para se estar com um parceiro”, brincou Happ.

Desde que se separaram até ao momento foram várias tentativas de juntar o casal de, mas sem sucesso. “A gente tentou de tudo, colocou uma tartaruga falsa com a Bibi, para ela poder exercer a agressão, mas não resultou. Os separamos, para não se verem, e só os juntávamos às refeições. A Bibi gosta muito de comer e pensamos que se ela ligasse o fato de ser alimentada com o Poldi, poderia desenvolver amor por ele de novo, mas isso também não resultou, infelizmente”, afirmou a responsável.

Happ relata que Bibi fica tão furiosa que não para de silvar e o tenta morder. Poldi tentando se esquivar se recolhe de imediato na carapaça, mas não adianta, ela morde com toda força. A solução provisória foi criar uma barreira de vidro entre os dois, e desta forma são monitorados diariamente. “O próximo passo é por buracos na separação, para se poderem cheirar”, explicou. Todo esse cuidado é com o intuito, e acima de tudo esperança, de uma reconciliação dessa relação que percorreu décadas.

Se quiser saber mais a respeito do ex-casal de tartarugas a BBC recorda a história caricat.

Com informações Portal do animal

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.