Rosana Bouleh

Nos últimos tempos é comum ouvirmos a frase: semelhante atrai semelhante! Mas normalmente não interpretamos de uma maneira completa e remetemos o seu significado somente para as coisas positivas.

É certo que o exercício de controlar os nossos pensamentos, mantendo-nos com o foco no positivo, acabará nos conduzindo para vibrar naquilo que queremos manifestar.

Mas, qual o resultado gerado quando lamentamos e reclamamos o tempo todo?

O efeito produz no nosso universo quântico, tendo em vista que não queremos manifestar o que estamos negando?
Antes de analisarmos estas questões, é preciso observar a carga emotiva que desprendemos no momento em que estamos insatisfeitos e reclamamos de algo.

Você já reparou que no estágio de reclamação somos envolvidos por uma forte emoção que, muitas vezes, faz o nosso coração disparar, as mãos tremerem, perdemos a noção de onde estamos e até mesmo do que falamos?

Isso tudo somente por falar em determinados problemas! Nós mergulhamos de corpo e alma naquela situação, damos a ela todo o poder e a tornamos gigante, senhora dos nossos destinos, pois se não mudarmos os nossos padrões de pensamentos, não tenha dúvida, vai ser difícil acabar com ela, pois ela crescerá a cada dia, alimentada pelas suas fortes emoções e acabaremos atraindo o que tanto nós negamos!

Esse “gigante problema” que criamos, não somente cresce, como interfere em vários níveis na nossa vida, tais como: biológico, psicológico e o nível quântico.

Do ponto de vista biológico, ao reclamarmos de forma constante e intensa, provocamos a liberação do hormônio cortisol em excesso e isso gera uma série de complicações na nossa saúde. Esse hormônio, também conhecido pela comunidade científica como o hormônio do estresse, em excesso, pode provocar, por exemplo: aumento do estresse, irritabilidade, depressão, por atuar diretamente no cérebro; elevação dos níveis de açúcar no sangue, por estimular a ação do fígado a produzir glicose; pressão alta, por aumentar a retenção de sólidos e líquidos e pelo aumento da adrenalina na circulação etc.

Não obstante, os impactos na nossa saúde física, causados pelo efeito das nossas reclamações e lamentações constantes, podemos perceber que no âmbito psicológico, quando estamos no estado permanente de insatisfação, impressionamos o nosso subconsciente de forma negativa e dificilmente indentificamos momentos felizes na nossa vida.

Costumamos ver todas as coisas sob o prisma do ponto de vista negativo, estamos constantemente estressados, emanamos uma energia pesada, carregamos um semblante triste e preocupado e, muitas vezes, só conseguimos expressar felicidade e alegria nas redes sociais… local onde podemos representar aquilo que verdadeiramente queríamos sentir, sem que as outras pessoas percebam o nosso real estado emocional.

E a nível quântico? O que será que conseguiremos manifestar quando estamos vibrando na frequência das nossas reclamações?

Isso mesmo! Vamos atrair exatamente mais daquilo que reclamamos. É como se tivéssemos uma impressora 3D no universo que está pronta para imprimir o que nós enviamos para o seu sistema operacional.

Diferente das impressoras que conhecemos que precisamos ligar na tomada, a energia que a impressora do universo, que gentilmente batizei de “divine printer”, utiliza é a nossa energia vital produzida pelos nossos pensamentos.

Quanto mais forte pensamos, quanto mais claro forem os nossos pensamentos e quanto mais sentimentos damos a eles, aumentamos a nossa energia e conseguimos imprimir, ou seja, realizar os nossos desejos. É muito simples entender: se reclamamos o tempo inteiro, repetimos aquelas imagens da situação/problema, colocamos as nossas emoções para vibrarem nelas… teremos mais daquela situação problema!

É preciso mudar a forma como encaramos os nossos problemas. É claro que não podemos imaginar que eles sumirão para sempre, porém, não devemos dar a eles mais força e energia do que eles precisam para serem resolvidos. Nós somos maiores e mais fortes do que eles!

Ao contrário do ato da reclamação, precisamos policiar a nossa mente para fazer o exercício inverso, que nada mais é que o de agradecer.

Pensamentos de gratidão constantes, nos fazem impressionar o nosso “eu” interior, com sensações prazerosas e de felicidade, fazendo com que antecipadamente a gente consiga enviar os nossos desejos para a “divine printer”, manifestando aquilo que desejamos materializar. Lembre-se: o universo não reconhece o que é negativo ou positivo, ele somente responde às nossas vibrações emocionais, imprimindo (manifestando) aquilo que nós pensamos com a força vibracional dos nossos sentimentos.

FONTEO Segredo
COMPARTILHAR

A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.

COMENTÁRIOS