Johnn Leno, soldado do Corpo de Bombeiros que participou do resgate do avião que vitimou a cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas, relatou em suas redes sociais, e depois ao g1, detalhes do que aconteceu naquele dia.

Ele afirmou que aguardava o final do expediente para ir ao show de Marília Mendonça, juntamente com sua esposa, Michelly Dias, também fã da cantora.

Contudo, logo começaram a chegar muitas ligações recebidas no quartel informando do acidente. Segundo ele, uma moça falou que havia caído um avião e que, aparentemente, as vítimas estavam bem.

“Eu trabalho no setor administrativo. Como muita gente deve ter ligado, o 193 estava ocupado e caiu no setor em que eu trabalho. Quando atendi, uma mulher disse que o avião tinha caído naquela hora. Perguntei se tinha fumaça, fogo, se tinha alguém vivo. Ela respondeu que não tinha fogo e nem fumaça, mas que tinha um cheiro muito forte de combustível. Disse ainda que, pelo que ela tinha ouvido falar, o pessoal estava bem”,
falou.

Quando eles se dirigiram ao local do acidente, ainda não sabiam que se tratava do avião que transportava a cantora e a sua equipe:

“A princípio deslocando para a ocorrência sem saber que se tratava do avião da mesma, ao tomar ciência da informação veio aquele choque”, disse.

Ao ver que a aeronave estava intacta, pensou que realmente as pessoas pudessem estar vivas e bem. Ao entrar, contudo, verificou que, infelizmente, todos estavam sem vida.

“Eu queria acreditar que não era ela, que deveria ser alguém parecido. Eu estava no meio da cachoeira para poder receber os corpos e levar para a parte mais seca. Quando olhei e vi que era o rosto dela, pensei: ‘agora não tem como falar que não é ela’”, contou ao g1.

Abaixo, segue a postagem feita por Johnn Leno no Instagram:

“De um segundo para o outro, passamos da espera do fim do expediente para ir curtir o show da Marília Mendonça, para resgate da mesma e os demais que com ela estavam.

A princípio deslocando para a ocorrência sem saber que se tratava do avião da mesma, ao tomar ciência da informação veio aquele choque.

Ocorrência que traz um grande trauma, visto que se trata de uma pessoa que faz parte da vida de milhões de pessoas inclusive a minha. Teve uma passagem rápida porém meteórica. Vai com Deus Marília, que Deus a tenha junto dele 🌟 você fez história!

Parte da equipe que realizou o resgate.”

Para ver a reportagem completa, acesse g1.

RECOMENDAMOS



Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.