Por 

Você sabe o que é uma Zona Azul?

Zonas Azuis são locais no mundo onde as pessoas são mais longevas, ultrapassando a marca de 100 anos de idade. Essa classificação foi dada por cientistas e demógrafos.

Você quer saber mais sobre as zonais azuis? A gente explicou em detalhes tudo sobre esses locais, clique aqui para ler.

Com base nisso, o Dr. Lair Ribeiro explicou uma série de estudos que catalogaram hábitos comuns destas zonas azuis. Eles podem explicar os segredos da longevidade, espia:

1.SEJA FISICAMENTE ATIVO

Os habitantes das zonas azuis não vão para academia sofrer, levantar pesos desnecessários ou fazer exercícios de repetição apenas para ganhar massa muscular.

Eles tem as suas próprias atividades físicas.

Eles fazem coisas normais como: subir escadas, subir morros, caminhar, andar de bicicleta, etc…

Segundo o Dr. Lair, você precisa buscar um exercício saudável e que sinta prazer em fazer.

Não precisa ser algo sofrido e doloroso. O importante é estar fisicamente ativo.

As atividades físicas precisam atender 4 pilares: dar resistência, ser aeróbica, trabalhar o equilíbrio e a flexibilidade.

Você precisa colocar na sua vida um ou mais exercícios que atendam estas características.

Quer ver como é simples? Para começar a melhorar o seu equilíbrio, que tal escovar os dentes com uma perna só?

O Doutor lembra que o equilíbrio é um problema sério na velhice: um a cada três adultos com mais de 65 naos nos EUA caem uma vez por ano, pelo menos.

2. SAIA DA MESA ANTES DE SE SENTIR CHEIO

Uma coisa simples de fazer e que faz toda a diferença na sua vida.

Você sabia que entre o “acabou a fome” e “estou satisfeito”, existe uma grande diferença?

Quando você diz “eu estou cheio” você já passou do ponto.

Ao comer demais, você força o seu organismo a aumentar os níveis de um hormônio no corpo chamado “Leptina”, que envia uma mensagem de saciedade ao seu cérebro. Se você levanta seus níveis de Leptina a cada refeição, você corre o risco de desenvolver a resistência Leptínica, que é um precursor da resistência insulínica.

Uma atitude simples que vem sendo praticada por milênios pelos habitantes das zonais azuis é comer só até preencher 80% do estômago.

O ideal é sair da mesa sentindo que você podia até comer mais.

Para conseguir isso você não deve se perguntar “eu estou cheio?”, mas sim “a fome acabou?”.

O Doutor ensina duas dicas para comer menos:

Não colocar a comida na mesa e levantar para se servir reduz 14% menos do que você come. Comer em um prato pequeno é outra técnica para comer menos.

3. EVITE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS

O Doutor fala que alimento é diferente de produto alimentício. Por exemplo: laranja é alimento, bala de laranja é produto alimentício. Frango é alimento, patê de frango ultraprocessado é produto alimentício.

Saudável é comer uma comida que irá nutrir o seu corpo, como o alimento. O produto alimentício é um alimento vazio que, além de não nutrir, muitas vezes intoxica o organismo e rouba nutrientes. As pessoas das zonais azuis não costumam comer produtos alimentícios.

Quanto menos industrializado e mais natural o alimento, melhor para a sua saúde.

4. PROCURE INGERIR FERMENTADOS

Fermentados são alimentos que tem uma função importante no seu organismo, abastecer a sua macrobiótica intestinal, que são as bactérias amigas do intestino.

Se você quer ter saúde, você precisa ter uma microbiótica saudável. Se você quiser ter uma microbiótica saudável, alimentos fermentados ajudam.
Dr. Lair Ribeiro

5. FAÇA O QUE FAZEM OS HABITANTES DO ARQUIPÉLAGO DE OKINAWA NO JAPÃO

Entre essas Zonas Azuis do planeta, existe o arquipélago de OKINAWA no Japão. Lá a expectativa de vida é bem grande. Não é raro encontrar alguém com mais de 100 anos. O Dr. Lair Ribeiro explica, com base em estudos, o que faz os habitantes dessas ilhas para viverem mais.

Além de tomarem banho de sol todos os dias, eles se alimentam predominantemente de 3 coisas:

  • Turmérico que é o açafrão da terra;
  • Pimenta;
  • E a soja fermentada, que eles chamam de Nattō;
  • Em todo lugar onde tem longetividade, você vai encontrar algum alimento fermentado.

Pode até ser um alimento diferente, mas sempre estará lá um alimento fermentado.

 

6. TENHA UM PROPÓSITO DE VIDA

Ter um propósito de vida pode ajudar você a viver mais.

Seja cuidar dos netos, ter amigos, viver em função da família, algum projeto pessoal ou profissional, não importa. O importante é você ter algo que te movimente. Que te motive e te dê energia.

Uma pessoa que não tem objetivos vive menos, comenta o Doutor.

Links e fontes:

 

FONTERefletir para refletir
COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.