Quantas vezes esperamos que o universo nos dê algo, mas não nos colocamos em movimento? Apenas pedimos, mas nãos nos responsabilizamos por nossa parte.

Dia desses, ouvi uma história, daquelas que já estamos até meio habituados a ouvir, mas que me fez refletir…
Não lembro em detalhes, mas era mais ou menos assim:

Um senhor ia todos os dias até uma igreja e pedia para o Santo do qual era devoto para ganhar na loteria, mas nada acontecia. E a cena se repetiu por infinitos dias, até que um dia, já cansado de ouvir o pedido do fiel devoto o Santo lhe disse:

– Meu filho, eu intercedo para que você possa ganhar na loteria e ter a vida que tanto deseja, mas, por favor: COMPRE O BILHETE!

Em um primeiro momento, até achamos engraçado, horas, onde já se viu pedir para ganhar na loteria se nem comprou o bilhete?

Mas, quantas vezes não somos nós o homem que espera o milagre sem ter feito nossa parte?
Quantas vezes esperamos que o universo nos dê algo, mas não nos colocamos em movimento? Apenas pedimos, mas nãos nos responsabilizamos por nossa parte.

Aí colocarmos toda a responsabilidade de nossas vitórias, derrotas, curas, colocamos tudo nas mãos de uma divindade…

E se der certo que maravilha, se não der certo, a culpa é da divindade.
Não sei qual sua crença, se você acredita em Deus, em Alá, em Buda…
Mas as vezes nossas divindades tem outros nomes: Pai, Mãe, Professor, Médico, Psicóloga, Terapeuta, Fisioterapeuta, Nutricionista entre tantos outros…

Costumo dizer sempre que qualquer que seja o profissional ou divindade para a qual pedimos ajuda, eles são nosso apoio, ou seja, orientam, auxiliam fazem a parte que não podemos fazer, vão nos dar o caminho mas o esforço é nosso.

Sempre que falo em fazermos nossa parte, me lembro dos maratonistas.
Durante as corridas sempre percebemos pessoas que estão ali atentas para lhes dar a água, os suplementos, a toalha… No entanto, a corrida é deles, o melhor tempo, o esforço, o treino é deles, é feito pelo maratonista.

De nada adianta o educador físico, a nutricionista e todo o resto da equipe de apoio se o maratonista não treinar todos os dias, se ele não procurar se esforçar, superar seus limites.

Se ele mentir aos profissionais que o ajudam, ele faz isso a ele mesmo.
Se ele não se esforçar é por ele.
De nada adianta pedirmos ao universo algo, ou termos a melhor equipe de apoio ao nosso lado se não nos engajarmos em fazer nossa parte.

De nada adianta pedir ao médico a cura para sua gastrite, se você não tomar os medicamentos por ele recomendados e não seguir a dieta passada pela nutricionista.

Nem sei se você crê em algo ou não, mas, acredito sim, que há uma sincronicidade, um quê de mistério no Universo que instiga e me faz crer que “milagres” existem sim.

Afinal de contas, há coincidências demais para serem meras coincidências.
Einstein já nos disse “Só há duas maneiras de viver a vida: a primeira é vivê-la como se os milagres não existissem. A segunda é vivê-la como se tudo fosse milagre. ”

Eu prefiro ver a vida da segunda forma, prefiro ver como se tudo fosse um milagre.
E acredito sim no universo, em Deus – ou a crença que você tem -, acredito sim em pequenas coisas extraordinárias consideradas impossíveis de acontecer e que acontecem. Mas acredito que elas acontecem quando temos o coração aberto, um desejo puro e nos colocamos em movimento na certeza de que algo maior se encarrega de resolver aquilo sobre o qual não temos controle.

E você, já comprou seu bilhete de loteria?

FONTEO Segredo
COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.