Há na internet uma grande variedade de canais no YouTube que contribuem para o aprendizado das crianças. Em geral, os vídeos são munidos de muitas cores, belas imagens e sons que estimulam o entendimento das pequenas. Mas e aquelas que são surdas, por exemplo, como podem ter acesso a esse mundo de curiosidades?

Foi pensando nisso que Carolina Hessel, professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e uma das responsáveis pela disciplina de Língua Brasileira de Sinais (Libras) na Faculdade de Educação, criou o projeto Mãos Aventureiras. A ideia é possibilitar que crianças surdas conheçam histórias infantis e que adentrem nesse universo por meio de uma linguagem específica para elas.

Para isso, Carolina conta com um site e um canal no YouTube, que são atualizados semanalmente. Segundo contou ao Catraquinha, seu desejo é chegar às escolas para surdos e também àquelas que não são específicas para esse grupo. “A internet é uma maneira barata e fácil de dar acesso para todos. Quero preencher esta lacuna para as crianças surdas e também enriquecer o acervo de histórias sinalizadas na internet”, explicou ela ao site.

A professora também criou uma personagem chamada Natália, que a acompanha em alguns vídeos. Nascida no Natal de 2014, a boneca faz as vezes de auxiliar de Carolina, agitando a contação de histórias em Libras.

Carolina contou também ao Catraquinha que há alguns outros sites no Brasil que trazem histórias para crianças na linguagem de sinais. Mas diferentemente deles, que costumam contar apenas clássicos como os contos dos irmãos Grimm, ela busca variar a literatura. “Quero dar acesso à literatura infantil mais diversa e de qualidade para este público”, disse.

Conheça umas das histórias:

FONTESempre Família
COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.