Podemos fazê-lo inconscientemente, porque a necessidade, o vício, insinua-se em nós de uma maneira muito sutil.

E quando percebemos que estamos acabados neste círculo vicioso, dependendo do outro para viver bem e ser feliz, é um fato. No entanto, confiar em outra pessoa nunca nos trará felicidade completa, porque só nós somos os donos do nosso destino e não nascemos para seguir as orientações de outras pessoas.

Libertar-nos do vício é a melhor coisa que podemos fazer por nós mesmos. Quando isso acontece, aprendemos a confiar em nossas habilidades, nossa força e alcançar a paz. Não para corresponder às expectativas. Além disso, a relação com a nossa interioridade e com as pessoas ao nosso redor torna-se mais autêntica. Mais forte e honesta.

Quando aprendemos a viver sozinhos, sem esperar nada de ninguém, permitimos que nossas vidas fluam naturalmente e nos surpreendam. Não nos limitamos a outras pessoas, pelo contrário, vivemos e deixamos viver, entendemos que todos são responsáveis ​​por sua própria felicidade e que colocar suas vidas nas mãos do outro é falta de respeito por si mesmo.

Não restando esperar que as pessoas resolvam nossos problemas e assim se tornem o único responsável por elas, temos mais liberdade para criar as vidas que realmente queremos viver e criar um ambiente mais positivo ao nosso redor, aumentando nossas vibrações.

Embora isso não nos impeça de nutrir quaisquer outras expectativas, pelo menos nos impedirá de sabotar nossas vidas, porque muitas vezes passamos mais tempo pensando sobre o que os outros fazem e não sobre nós mesmos.

Precisamos aprender a nos colocar em primeiro lugar e a guiar nossas vidas da melhor maneira possível. É assim que você se torna feliz. Faz parte do direito de cada um de nós decidir o que fazer com a nossa vida, mesmo quando as escolhas não correspondem aos desejos do outro. A vida não espera por ninguém e todos os dias que passamos vivendo uma realidade que não gostamos, é uma oportunidade que perdemos de ser feliz.

Quando paramos de ter expectativas, viveremos muito melhor.

As coisas nem sempre correm como desejamos, mas é importante assumir o controle de nossas vidas, em vez de nos conformarmos em sermos conduzidos por outros, que muitas vezes não têm o menor interesse em seus corações. Aprendemos a agradecer pelas bênçãos que recebemos e pelas lições que a vida coloca em nossas estradas, em vez de reclamar da má sorte e abandonar nosso futuro nas mãos dos outros.

Assuma a responsabilidade de criar sua vida dos sonhos, mas comece aceitando sua realidade atual e crescendo a partir daí. Não se deixe enganar imaginando que alguém possa resolver seus problemas em um piscar de olhos.

Espere mais de si mesmo e menos dos outros.
Quanto mais você procura por atalhos, mais dificuldade você terá.

Você é felicidade. Você é quando você age, se ama.
Quando você vive sua vida, confiando em si mesmo.

Texto originalmente publicado no Diorno D Giorno, livremente traduzido e adaptado pela equipe do site A Grande Arte de Ser Feliz

FONTEDiorno D Giorno
COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.