Por site Só notícia boa

Um rapaz teve uma ideia criativa e se transformou em Neto de Aluguel, um serviço para ajudar idosos a se locomover, passear, resolver problemas, ou apenas dar um pouco de atenção a eles.

Com carinho, Junior Luiz Berwanger, de 31 anos, está conquistando vovôs e vovós da região de Lajeado, no Rio Grande do Sul, onde ele mora e trabalha.

Ele adaptou seu Fiat Doblô e há 3 meses leva idosos ao banco, ao supermercado, a consultas médicas, para passear, ou se encontrar com amigos e familiares.

Se necessário, ele também bate um papo e ajuda a separar os remédios da semana.

Junior é técnico de enfermagem e trabalha à noite como socorrista do SAMU. Durante o dia, ele atende aos idosos que ligam e pedem o serviço do Neto de Aluguel, porque muitas vezes os filhos e os netos de sangue “estão na correria” e não podem ajudar dar atenção aos vovôs.

“Tô feliz. To recebendo bastante gente. Mas além do dinheiro o que me motiva é o reconhecimento do meu trabalho”, disse Júnior Luiz Berwanger em entrevista ao SóNotíciaBoa.

Cuidados

Júnior carrega na Doblô, com capacidade para cinco pessoas, equipamentos de sinais vitais para qualquer emergência.

No carro ficam aparelhos de pressão, de oximetria (pulsão e oxigenação no sangue), termômetro e aparelho de HGT (glicose).

A ideia

Ele conta que a ideia de criar o Neto de Aluguel surgiu há um ano, quando alguns idosos começaram a pedir ajuda a ele para chegar em determinados locais.

“Me perguntavam: ‘você não pode me levar ao banco, na casa de um parente, ao supermercado?’ Eu respondia que não tinha tempo e perguntava: ‘por que o seu filho não leva? A resposta era: ‘ele trabalha, ou não sabe dirigir’”, lembra.

“Isso ficava pipocando na minha cabeça. Aí veio a ideia mas não tinha um nome. Pensei em algo como o Marido de Aluguel e cheguei ao Neto de Aluguel porque, como é com idoso, o nome tem mais afetividade”. revela.

Júnior conta que para dirigir para os vovôs é preciso ter paciência e atenção, “o que eles precisam”.

O negócio

Ele não sabe calcular ao certo quano investiu no projeto, mas revela que o negócio está crescendo.

“No primeiro mês atendi apenas uma pessoa. No mês passado foram 20 e eu tenho capacidade para 40”, disse

Ele fica em média 3 horas com cada idoso e cobra 75 a 80 reais, dependendo da distância que a pessoa for. “O valor sobe se a pessoa quiser sair da cidade. Aí o deslocamento é calculado pela quilometragem”, diz.

Além dos idoso, o Neto de Aluguel também pode atender pessoas com necessidades especiais, mas a prioridade são os idosos, lembra Júnior.

Serviço

Neto de Aluguel – Lajeado/RS
Telefone- (51) 9 9531-1513

Acesse aqui a página do Neto de Aluguel no Facebook

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa

FONTESó notícia boa
COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.