Por Fãs de Psicanálise

A maioria de nós é aconselhada a permanecer persistente se quiser alcançar seus sonhos. Somos aconselhados por pessoas bem-sucedidas, como Gary Vaynerchuk, a “fazer a coisa certa é focar na porra do trabalho!”

E é verdade. Há quem consiga o que quer, se trabalhar o suficiente para isso. Mas para todo sucesso, há também centenas de fracassos. Chame isso de mau momento, circunstâncias infelizes ou pura má sorte, se quiser, mas a maioria de nós irá fracassar apesar de tentar tudo e dar tudo de si; e, como resultado, nos sentimos realmente como completos fracassados.

Mas deixe-me dizer, é aí que você está errado:
Não é sobre os resultados.
Não é sobre as realizações.
Não se trata de atender às expectativas.

É sobre a experiência em si e o conhecimento que você adquiriu ao longo do processo.

Como a maioria de nós se concentra apenas em nossos objetivos, muitas vezes esquecemos a parte mais preciosa de nossa jornada: o crescimento pessoal. As coisas que aprendemos, os insights que obtivemos, as habilidades que desenvolvemos são resultado do trabalho duro que realizamos e são essas coisas que nos beneficiam muito mais do que o esperado.

O fundador de uma empresa que falha em já ao inciar os trabalhos, pode optar por escrever sobre sua experiência e usá-la para gerar crescimento. Um autor que tenha sido rejeitado 36 vezes na publicação de seu livro pode optar por escrever na Internet e fazer milhões. Um fisiculturista, apesar de não ganhar nenhuma competição, ainda estará na melhor forma de sua vida.

E daí, e se falharmos? E daí, se não alcançássemos os resultados que queremos? Pelo menos aprendemos algo no processo. Toda experiência, boa ou ruim, pode ser uma oportunidade de aprendizado. Depende apenas do que você escolhe fazer com o resultado. Tenha orgulho, não de seus fracassos, mas das experiências.

(Fonte: thoughtcatalog)
*Tradução e Adaptação: Fãs da Psicanálise

FONTEFãs de psicanálise
COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.