Uma empresa brasileira fabricante de materiais de construção ganhou recentemente um certificado do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) que a autoriza a fabricar telhas de concreto que são capazes de produzir energia solar.

As telhas tendem a aumentar a acessibilidade da população à energia solar, além de contribuir muito para a nossa sustentabilidade.

Leia também: Com 2,37m, homem mais alto do Brasil pede ajuda para comprar prótese sob medida

Elas serão fabricadas pela Eternit, fundada em 1940, em Atibaia (SP), na fábrica da Tégua Solar, marca pertencente ao grupo. Os produtos são compostas de células fotovoltaicas, implantadas diretamente sobre as telhas, que captam energia solar, substituindo os tradicionais painéis solares.

Os primeiros lotes ainda não serão vendidos. Por isso, a Eternit escolheu alguns clientes para testar as telhas, recebendo o material gratuitamente. A expectativa da marca é começar a distribuição ao grande público em meados de 2021.

Leia também: Em festa de formatura, estudante homenageia seus pais agricultores segurando enxada: ‘Orgulho’

Telhas ajudarão a reduzir o custo da energia solar

De acordo com a empresa, a tecnologia deve reduzir ainda mais o custo de um sistema de energia solar. A expectativa é que o valor caia em até 20%.

Cada telha tem dimensão de 36,5 cm por 47,5 cm e potência de 9,16 Watts. O sistema tem uma capacidade média mensal de produzir 1,15 kWh. Com isso, o investimento deve levar entre três e cinco anos para se pagar totalmente.

Para que obtenha os resultados esperados, a empresa diz que uma residência pequena precisa de cerca de 150 telhas, enquanto casas maiores devem utilizar cerca de 600 telhas solares. O restante do telhado pode ser feito com telhas comuns.

Veja um vídeo que aborda o tema das telhas sustentáveis:

Fonte: Curta+

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS