Por Silvia Pahins

Uma das melhores maneiras de se tornar mais produtivo é converter novos e produtivos comportamentos em hábitos para que você possa fazê-los automaticamente.

De acordo com Charles Duhigg, autor de “O Poder do Hábito”, algo entre 40% e 45% de nossas atividades diárias são hábitos automáticos. Sim, nossas vidas estão praticamente no modo automático e cabe a nós tirar o melhor desse fato.

Ok, mas vamos combinar que criar novos hábitos não é tarefa fácil. Pode-se levar semanas (ou até meses!) para que um novo hábito seja integrado em nossos vidas. Mas a boa notícia é que, uma vez que esse novo comportamento entra no modo ”piloto automático”, você progride exponencialmente rumo a excelência na produtividade.

Você já tentou mudar seu comportamento quanto a alimentação? Ou então, decidiu que iria acordar cedo todos os dias e fazer exercícios? Ou que iria meditar de forma frequente? No começo tudo ia bem, mas logo a resistência surge e você voltou ao hábitos antigos?

Alguns estudos (incluindo aqueles descritos no livro que citamos acima) indicam que após 21 dias de prática constante (e com muita perseverança) o seu corpo e cérebro vão conseguir entender que você decidiu mudar um comportamento e passam a incorporá-lo na rotina. Dai em diante, esse novo hábito faz parte de quem você é.

Para facilitar a sua vida nesse processo, selecionamos 3 dicas práticas de como criar novos hábitos. Com um pouco de autodisciplina você pode fazê-lo e, depois, é só sustentar o novo hábito com um mínimo esforço.

1. Comprometa-se pelo prazo mínimo de 21 dias

Como já mencionamos acima, se você mantiver um hábito por 21 dias consecutivos (3 semanas), ele passará a fazer parte de seus novos hábitos definitivamente. Logo, três semanas é o mínimo que você precisa para fazer um hábito tornar-se parte integrante de sua vida. Defina qual é novo hábito que você quer desenvolver e sustente-o firmemente por 30 dias (sempre bom deixar uma margem a mais pra garantir, não é? Rsrs). Marque os 30 dias em seu calendário. Se você pretende desenvolver vários novos hábitos, tente um ou, no máximo, dois de cada vez, caso contrário poderá sobrecarregar-se e frustrar seu intento.

2. Faça diariamente

Continuidade é fator vital para estabelecer novos hábitos. Se você pretende começar a fazer ginástica, acordar mais cedo, ou ler um livro importante, faça-o diariamente nos primeiros 30 dias. Praticar isso duas ou três vezes por semana no início, dificilmente ajudará a formar  novo hábito.

3. Inicie sem exageros

Não tente implantar um novo hábito em poucos dias. Definitivamente, o excesso de motivação poderá fazer com que você exagere e depois desista. Se você pretende estudar inglês duas horas por dia, comece com trinta ou quarenta minutos e nos dias posteriores vá aumentando o horário aos poucos, até perfazer duas horas. Se pretende começar a meditar (o que eu super indico e explico mais aqui), comece com 5 minutos e vá aumentando conforme se sentir confortável.

Agora, uma dica bônus e que poderá fazer toda diferença no sucesso a sua empreitada. Quando fazemos parte de um grupo que tem os mesmos objetivos, encontramos apoio, referência e muitaaaaa motivação para seguir em frente naqueles (vários) momentos em que pensamos em desistir.

Não é por acaso que existem grupos como os Alcoólicos Anônimos (AA) ou Vigilantes do Peso, só pra citar dois exemplos bem conhecidos. Esses grupos são peças fundamentais para mudanças de hábitos (nesse caso, vícios, já que são extremamente prejudiciais pra saúde). O mesmo se aplica se você quer inserir comportamentos simples, como corrida, caminhada, meditação, leitura…existem grupos que reúnem pessoas interessadas nos mais diversos assuntos e comportamentos. Vá encontrar a sua galera!

FONTESilvia Pahins
COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.