Por Sil Guidorizzi

Todos os dias aprendemos pelo amor ou pela dor. Só progride quem se melhora e encara a sua verdade de frente.

Hoje, ao assistir uma palestra no lugar que frequento, disseram muitas coisas. Falaram sobre o perdão, falaram sobre a frase que muitos usam: “Quem tem que perdoar é Deus e não eu”.

E assim o esclarecimento veio.

Se somos donos dos nossos atos dos nossos problemas porque pedir a Deus que perdoe os erros cometidos de outras pessoas, porque ele deve se manifestar e resolver o que em nós precisa sair e ir embora, feito ciclo que se fecha, mostrando-nos que há vários caminhos para se chegar até o perdão, inclusive perdoando a si mesmo (a).

O Perdão tem que ser dado por nós, e não por Ele. Somos tementes a Ele, somos seus filhos e estamos numa grande “Escola Espiritual”. Acima dessa esfera terrestre existe outra imperceptível, mas visível aos olhos do criador, aos olhos de quem nos acompanha diariamente e nos observa numa grande tela da vida.

Muito fácil tirar o corpo fora e deixar que Ele resolva o que em nós precisa ser solucionado.
Muitas vezes apanhamos por conta de tantas coisas e achamos que o revide é a solução.
Quando nos disseram ali para darmos a outra face, não quiseram dizer que era para que apanhássemos novamente.

Oferecer a outra face não quer dizer dar o rosto para bater. É uma forma de mostrar que se algo chega de forma ruim pode-se transformar em algo bom. É quando tudo parece dar errado e a gente quer achar o passo certo. É quando todos atiram pedras e devolvemos em troca um sorriso ou um vaso de flor.

Muitas coisas que ouvi ali, eu já sabia, mas algumas vezes ainda as deixo um pouco esquecidas em algum canto da alma. Não posso, pois o plano Dele é que sejamos expostos a muitas coisas, muitas provas e expiações e que acima de tudo que sejamos donos de nós mesmos sem que outros queiram se apossar de nós.

Quando firmamos nosso caráter, nossa moralidade diante do que somos de verdade, mostrando a nossa verdadeira face nos tornamos mais acessíveis.

Seja para melhorar o ego, o orgulho, a vaidade, seja ela para aprender com os tombos que levamos, por muitas vezes irmos com muita sede ao pote achando que sabemos tudo e que ninguém precisa nos ensinar nada.

Ledo engano. Todos os dias aprendemos pelo amor ou pela dor.

Eu já estive em muitos lugares e percebi que a paz que busco não está ao meu redor, e sim, dentro daquilo que o coração quer mostrar e desvencilhar, porque de nada adianta fingir que está tudo bem, se por dentro a vida não está a contento.

De nada adianta prometer, se não existe coragem suficiente para tentar e sair daquele emaranhado de dúvidas e questionamentos. As pessoas muitas vezes se escondem e não se assumem. A verdade é que o Perdão adianta e nos leva a subir mais um degrau evolutivo.

A raiva, o desgaste, a mágoa nos atrasam e nos colocam em um patamar inferior, dando abertura para sentimentos negativos.

Dar a outra face com elegância é como mostrar o lado que precisa ser trabalhado. O lado que atravessa fronteiras e muitos a desconhecem por sentirem pena de si mesmos.
É para isso que estamos aqui; senão, não voltaríamos para resgatar nossos débitos.

Vamos aprender a amar mais e ser menos egocêntricos, menos donos da verdade, menos duros e exigentes. Só progride quem se melhora e encara a sua verdade de frente.

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.