O triptofano é o ingrediente chave para a produção de serotonina. Este aminoácido essencial é um dos favoritos do nosso cérebro pelo seu efeito relaxante, pela mediação como agente benéfico nos casos de insônia e até mesmo nos transtornos de ansiedade. Este precursor da serotonina é uma peça indispensável para o nosso humor e bem-estar.

A literatura científica é muito clara e conclusiva: o triptofano nos oferece qualidade de vida. Os estudos indicam de forma conclusiva que o consumo de alimentos ricos em triptofano ou suplementos dietéticos contribui para melhorar os estados depressivos, para regular o nosso estresse, para retardar o processo de envelhecimento e até mesmo para reduzir os comportamentos agressivos. É algo fascinante, não há dúvida.

O triptofano é um aminoácido essencial que atua como um precursor da síntese da serotonina. Portanto, precisamos cuidar da nossa alimentação para garantirmos a produção do referido hormônio.

A verdade é que atualmente estamos descobrindo mais funções para esse componente quase mágico do nosso corpo. No entanto, é importante esclarecer um aspecto chave: estamos diante de um aminoácido essencial, portanto, como a palavra indica, o nosso corpo não consegue fabricá-lo. Por isso, precisamos cuidar da nossa dieta e incluir os alimentos ricos em triptofano para que o nosso organismo possa produzir uma quantidade adequada de serotonina.

Vejamos mais algumas informações abaixo.

O que é o triptofano e quais são as suas propriedades?

O triptofano é um aminoácido essencial cuja fórmula molecular é C11H12N2O2. Nós já sabemos que, sem ele, não podemos produzir serotonina suficiente para garantir o nosso equilíbrio emocional, a nossa digestão ou mesmo uma boa noite de descanso. Essa molécula multifuncional é a chave para muitos outros processos:

Ele nos ajuda a sintetizar proteínas, além das vitaminas do complexo B.
O triptofano estimula a glândula pineal a secretar a melatonina, que regula os nossos ciclos de sono e vigília, e previne o envelhecimento precoce.

Este aminoácido essencial tem um efeito antidepressivo muito interessante devido, como já sabemos, à sua mediação na produção de serotonina.
Além disso, é um bom ansiolítico e como já destacamos, reduz os comportamentos agressivos.

O triptofano é utilizado frequentemente como suplemento dietético em pessoas com obesidade para regular a ansiedade alimentar.

Onde o triptofano é sintetizado?

Estes dados são, sem dúvida, muito interessantes. A maioria de nós acredita que os nossos hormônios, neurotransmissores e alguns aminoácidos são sintetizados no cérebro, mas não é bem assim. Por exemplo: apenas 5% da nossa serotonina total é encontrada no nosso sistema nervoso central. Então, onde está o restante, onde ela é produzida? No intestino delgado.

É interessante perceber que temos um vínculo fascinante entre o intestino e o cérebro: existe um sistema bidirecional entre os dois onde os centros emocionais e cognitivos estão unidos com o funcionamento periférico do aparelho digestivo.

Além disso, um aspecto importante que não podemos esquecer é que ter uma flora intestinal forte e saudável equivale a uma melhor produção de triptofano e, consequentemente, de serotonina.

Tudo isso nos leva à simples conclusão de que é essencial cuidar da nossa alimentação e não apenas escolher certos produtos em detrimento de outros (ricos em gorduras saturadas, farinhas refinadas, etc.), mas também é importante conhecer a sua origem.

Os vegetais e as frutas orgânicas são os mais recomendados para garantir uma alimentação saudável que contenha todas as vitaminas e aminoácidos essenciais, como o triptofano.

Quais são os alimentos ricos em triptofano?

As farmácias estão cheias de produtos dietéticos ricos em triptofano: é muito comum encontrar comprimidos de triptofano e melatonina, triptofano com magnésio e vitamina B6, etc. Agora, é correto recorrer a essas fórmulas levando em conta que este aminoácido é a chave para o nosso bem-estar?

A resposta é simples: antes de utilizar esses produtos é necessário consultar um médico. Nem todas as pessoas podem consumir essas propostas dietéticas. Se já seguimos um tratamento para ansiedade ou depressão, não é aconselhável utilizá-las. Vamos consultar previamente um especialista e nos limitarmos simplesmente a cuidar da nossa alimentação.

Vejamos quais alimentos são ricos neste aminoácido essencial:

Aves como frango ou peru
Salmão
Sardinha
Bacalhau
Atum
Iogurte
Kefir
Agrião
Aveia
Arroz integral
Feijão
Ervilhas
Lentilhas
Abacaxi
Banana
Alcachofras
Amêndoas
Nozes
Sementes de abóbora
Sementes de girassol
Chocolate amargo

Para concluir, o ideal é manter uma dieta variada e equilibrada, não cometer excessos, levando em consideração as nossas necessidades e particularidades. Se temos alguma doença, se já tomamos alguns medicamentos, se temos alergias ou qualquer outra singularidade, é melhor consultar um médico.

No entanto, nunca é demais lembrar que o que comemos (ou não comemos) influencia diretamente o nosso humor. Dessa forma, com toda certeza, você e seu dia vão melhorar muito graças ao triptofano.

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




A Grande Arte De Ser Feliz
Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.