Seus filhos ficaram chateados a princípio por não ajudá-los, mas então perceberam que ela não era uma escrava. Ele os criou, criar os netos não é o seu dever.

Embora todos nós adoremos nossas avós, às vezes muitos pais não entendem que não é dever deles cuidar de seus filhos. Acham que por estarem em casa não têm nada melhor para fazer, quando a realidade é que já fizeram muito e gostam muito de poder descansar.

Às vezes isso causa problemas, pois enquanto algumas avós toleram ter que trabalhar como cuidadoras, outras simplesmente deixam claro que não é seu dever, por mais que amem os netos.

É o caso de Josefa Feitosa, mais conhecida como “Jô”, que é uma avó diferente das outras que não queriam ficar em casa. Ela trabalhou por muito tempo no sistema prisional brasileiro e quando finalmente se aposentou, o mínimo que ela queria era ter que criar mais filhos.

Naquela época, ela tinha seus três filhos e um neto, de quem eles pediram que ela cuidasse ocasionalmente, então a certa altura ela disse não e decidiu deixar sua casa para trás. Ele vendeu todos os seus bens, casa, móveis e roupas, para fazer o que sempre quis.

Ele começou a viajar, primeiro por algumas regiões de seu país e depois esquecer as fronteiras e sair para explorar o mundo.

A princípio uma de suas filhas, Lilith Feitosa, parecia-lhe estranha e irritante, porque pensava que eram os filhos que deveriam sair para explorar o mundo. Mas com o tempo ele percebeu que sua mãe não era como as outras, ela queria sair e explorar e embarcar nessa grande aventura.

Josefa disse ao G1 que é uma mãe orgulhosa e dedicada, mas garante que as avós não são feitas para cuidar dos netos. Considere que nem sempre a casa da avó deve ter as portas abertas para os filhos e netos, pois eles também merecem privacidade.

Por isso, prefere conhecer o mundo, se encher de experiências enriquecedoras que não pode obter dentro de seu Brasil natal.

É assim que através do Instagram ele compartilha todas as suas aventuras, quer se tornar uma fonte de inspiração para os idosos que têm medo de viajar. Ela costuma ser mochileira em muitas ocasiões, não se trata de luxo, porém, cada experiência parece enriquecedora.

Ela trabalhou por anos e criou sua família com muito amor, então ela quer poder aproveitar sua velhice para ela e ser repleta de belas experiências.

Fonte: UPSOCL

RECOMENDAMOS



Para todos aqueles que desejam pintar, esculpir, desenhar, escrever o seu próprio caminho para a felicidade.