Na última quinta-feira (9), policiais militares de Paranaguá (PR) prenderam uma mulher acusada de manter em cárcere privado uma criança e exigir mil reais para libertá-la.

O motivo? O menino, de 3 anos, quebrou a TV da mulher, que é sua vizinha.

De acordo com o portal ‘Ric Mais’, a PM foi acionada para se dirigir até o Bairro Vila Garcia, onde, conforme denúncia via 190, havia uma criança trancada dentro de um banheiro.

Leia também: 5 filmes novos para você ver na Netflix neste fim de semana (o n° 4 é essencial!)

A acusada, identificada como Luana Farias Inocêncio enviou mensagens por WhatsApp à família do garoto, acusando-o de ter danificado um aparelho televisor de 50 polegadas, e que só devolveria a criança caso seus responsáveis transferissem 1000 reais para ela.

A quantia serviria como forma de reparação pelo dano causado. Ao chegarem ao local, os policiais abordaram a autora da extorsão. Ela confirmou o cárcere e disse que entregaria a criança depois de receber o valor exigido.

Os agentes tentaram negociar com a mulher, mas ela não cedeu. Assim, esgotadas as tentativas de solução pacífica, eles abriram o portão da residência com uma chave reserva cedida pela proprietária do imóvel e resgataram o menino.

Ele estava tranquilo e sorridente – pouco depois de ser solto, voltou a brincar com as crianças da vizinhança.

Já Luana, 26 anos, recebeu voz de prisão por ameaça e extorsão mediante sequestro. Ela foi encaminhada para a 1ª Subdivisão de Polícia de Paranaguá e deve responder ao processo em liberdade.

Leia também: Jovem devolve mais de R$ 5 mil encontrados em ônibus no DF: ‘Acabou com minha aflição’, diz dona da quantia

Fonte: RIC Mais

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS