Um novo depoimento prestado recentemente pelo diretor Joel Souza, esclarece que o ator Alec Baldwin estava ensaiando uma cena em que apontava um revólver “na direção da lente da câmera” quando a arma disparou acidentalmente e atingiu a diretora de fotografia Halyna Hutchins.

O relato foi publicado no último domingo (24) pelo Gabinete do Xerife do Condado de Santa Fé em um mandado de busca para apreender material para investigação.

Leia também: Caso de Brandon Lee viraliza após o acidente de Alec Baldwin com uma arma carregada: “o mesmo erro”

No dia do incidente, quinta-feira (21), Baldwin estava sentado em um banco de madeira da igreja cenográfica, ensaiando uma cena em que faria o “desenho de uma cruz” com um revólver e o apontaria para a câmera, disse Souza. O diretor estava ao lado de Hutchins “vendo o ângulo da câmera”.

O diretor, que também foi atingido pela bala, descreveu ter ouvido o que “soou como um chicote e depois um estalo alto” e, posteriormente, visto Hutchins começando a cambalear para trás. “Joel então se lembra vagamente de que ela reclamou de dor no estômago e agarrou a barriga”, relatou a polícia.

De toda forma, ele salientou que o revólver deveria ser seguro e que havia sido descrito como uma “arma fria” nos anúncios de segurança antes da filmagem.

Leia também: Mãe amamenta filhos de 5 e 6 anos e diz que só irá parar quando os meninos disserem que estão prontos

Souza disse também que as armas no set eram normalmente verificadas pela responsável, Hannah Gutierrez-Reed, e depois checadas novamente por Dave Halls, diretor assistente, que as entregava aos atores.

No dia do incidente, houve uma pausa após a preparação da cena na igreja e a equipe foi levada de ônibus para almoçar em outro lugar. Ele disse que todos voltaram ao set depois do almoço, mas que “não tinha certeza se a arma de fogo foi checada novamente”.

O diretor também falou sobre a demissão de membros da equipe horas antes do incidente, devido às condições de segurança precárias. Ele descreveu que “todos estavam se dando bem” e que não havia “problemas” que ele soubesse. Em razão da debandada, Souza disse que apenas uma câmera estava disponível para gravação antes do tiroteio.

Fonte: G1

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS