Nedir Bárbara, de 82 anos, é costureira aposentada e sempre sonhou em ir ao Mineirão para assistir de perto o jogo do Cruzeiro, seu time do coração.

A idosa e sua família são da cidade de Barroso, em Minas Gerais, e essa era uma das principais barreiras que a separavam de seu sonho, devido a cidade estar a cerca de 190 km de distância da cidade de Belo Horizonte, onde reside o estádio. E devida condição financeira da família, ir até lá parecia algo irreal.

Foi o neto da aposentada que tomou partida para a realizar o desejo da avó, Bruno César de Paula, de 26 anos, que sempre acompanhou de perto paixão de Nedir pelo esporte, conseguindo assim três vagas em uma caravana, partindo da região onde moravam em destino ao estádio.

O jogo seria do Cruzeiro contra o Ponte Preta, e foi juntando dinheiro aos poucos, que a família conseguiu comprar os ingressos uma semana antes da partida. Mas com o esforço, todos conseguiram comparecer.

Leia também: Urso baleado durante caçada mata caçador, mas morre em seguida na Rússia [VIDEO]

A mãe de Bruno, Carla Cristina de Paula, de 45 anos, relatou sobre a apreensão da mãe nos dias antes do jogo.

“Ela já foi ficando toda empolgada, e, todos os dias antes do dia do jogo, não parava de falar”, contou.

Carla conta que a mãe nunca havia assistido nenhuma partida no Mineirão, apenas assistiu a duas partidas da equipe de juniores do Cruzeiro na cidade onde reside.

“Ela era uma das primeiras a chegar no estádio, mas seu verdadeiro sonho sempre foi ir ao Mineirão, assistir ao Cruzeiro Cabuloso e vê-lo vencer.”

O passado da idosa é bastante admirado pelos seus familiares. Depois de perder o marido, José Flávio de Paula, pela leucemia, ela se viu sem emprego e com quatro crianças para cuidar, sendo a mais velha de 12 e a mais nova de 4.

Foi então que conseguiu seu primeiro emprego em uma fábrica de sapatos, para gerar o sustento da casa. Depois, foi contratada como costureira em um lar de idosos, onde trabalhou até seus 60 anos, e se aposentou por invalidez, devido a problemas de coluna.

Segundo Carla a mãe nunca deixou de proporcionar uma vida digna a ela e seus irmãos.

Foi por isso que Bruno, desde que conseguiu um emprego de carteira assinada, acompanhado das tias, que a economizaram de seus respectivos salários, procuraram formas de levar Nedir a uma partida no estádio que tanto queria.

Assista ao vídeo:


O jogo ocorreu na última quinta-feira do dia 16, e lá foram registradas imagens onde podemos ver o quanto Nedir estava apreensiva com a experiência de torcer para o seu time tão de perto.

“Nossa, ela ficou muito feliz, não parava de dizer ‘Nossa, que legal, achei que nunca iria poder ver meu time de perto aqui, no Mineirão’”, contou Carla.

Leia também: Homem espanta crocodilo com golpes de frigideira e viraliza nas redes sociais [VIDEO]

Fonte: Metrópoles 

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS