Promessa cumprida e por uma causa nobre! O corredor espanhol Eric Domingo Roldán bateu o recorde mundial ao vencer uma maratona empurrando a mãe dele numa cadeira de rodas.

Eric, que é de Barcelona, tentou cruzar a linha de chegada em 2020 mas, acabou não conseguindo e prometeu voltar este ano.

Ele e a mãe Silvia, que tem esclerose múltipla, não só ganharam a Maratona de Zurique-Barcelona, em 7 de novembro, como fizeram o trajeto em 2 horas, 53 minutos e 28 segundos.

Leia também: Cachorro da Marinha com câncer terminal recebe homenagem em cerimônia comovente [VIDEO]

Esclerose Múltipla

Eric tem uma razão muito especial para definir uma meta tão elevada: ele corre para arrecadar dinheiro e conscientizar sobre a esclerose múltipla, a doença neurodegenerativa com a qual sua mãe lidou por mais de 17 anos.

“Achei que seria um bom desafio para mim e para minha mãe, porque ela enfrenta desafios desde criança e achei que ela adoraria”, explicou Eric.

Antes da maratona, Eric conseguiu arrecadar 4 mil dólares, pouco mais de 20 mil reais, doados a uma instituição de caridade para financiar a pesquisa e o avanço da EM.

Para o atleta, atingir o recorde mundial significa ainda mais para eles este ano porque a mãe Sílvia ainda está se recuperando de uma batalha contra a COVID-19, que contraiu em agosto.

“Este ano (2021) foi especial”, escreveu ele.

“Minha mãe teve covid19 em agosto e estava prestes a morrer. Mas graças à sua força, ela se recuperou. A motivação dela era cruzar outra linha de chegada, fazer mais uma maratona, em casa, com os amigos, com o seu povo, e fazendo história ”, concluiu.

Veja o vídeo:

Leia também: “Obrigado por salvar minha esposa”: homem agradece médicos de hospital com cartaz

Fonte: Inspire More

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS