Uma cadela chamada Angie passou por anos de tortura no Líbano, onde foi acostumada a ser alvo de atiradores que usavam uma pistola de ar comprimido para atirar nela e, como resultado desses ataques, ela ficou com traumas e problemas físicos severos.

Conforme noticiado pelo 7 News, os agressores da cachorrinha também arrancaram seus olhos e provavelmente foram eles que cortaram suas orelhas. Além disso, também fizeram com que ela perdesse seus filhotes devido a todos os abusos a que foi exposta.

Leia também: Casal de idosos se reencontra após 9 meses separados pela pandemia

Felizmente, a violência a que a cadela foi exposta chegou ao fim e as equipes de resgate conseguiram retirá-la do Líbano e transferi-la para Londres, no Reino Unido, para encontrar um lar seguro para Angie.

Porém, antes de ser adotada, a cadela precisava de um especialista para seus problemas de comportamento.

Dessa forma, Kasey Carlin entrou na vida do cachorro depois de ver um post no Facebook sobre a necessidade de ressocializá-la e, por ser uma treinadora profissional, achou que poderia ajudá-la.

Assim que a cadela chegou em Londres, Kasey foi para o aeroporto de Heathrow e poucos minutos depois de conhecê-la percebeu que era uma cadela muito especial, pois embora tivesse sido maltratada a um ponto traumático, ela era uma cadela muito amigável e carismática.

Mais tarde, Kasey batizou a cadela com o nome de Maggie e com o tempo a pequena formou um lindo vínculo com Mishka, sua cadela adotiva que também apresentava problemas de comportamento.

Além disso, como os dois cães treinavam juntos todos os dias, eles se tornaram melhores amigos e Kasey decidiu adotar Maggie permanentemente.

Graças aos cuidados de Kasey, a cachorrinha cega começou a progredir muito e até aprendeu a se adaptar aos passeios pela cidade com ou sem corda e estava sempre animado para conhecer gente nova.

Eventualmente, Maggie se tornou um cão de serviço e faz muitas atividades com pessoas, especialmente adultos mais velhos com demência, policiais aposentados e crianças, para espalhar uma mensagem contra o bullying.

Além disso, Maggie se tornou um grande exemplo de resiliência e foi a inspiração para um livro que sua mãe escreveu: “The Miraculous Life of Maggie the Wunderdog”. A cadela também tem uma conta no Instagram com mais de 500.000 seguidores e, graças ao apoio de centenas de cidadãos, eles conseguiram arrecadar mais de £ 40.000 ($ 55.320 USD) para doar a várias organizações em favor dos animais.

Leia também: Professor constrói carrinho adaptado para ajudar alunos cegos a ‘explorar o mundo’

Fonte: Nation

 

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS