O gato Watson nasceu com hipoplasia radial, uma doença congênita que fazia suas patas dianteiras se retorcerem para dentro.

A tensão nas articulações o deixou incapaz de andar – mas, graças à sua dona, Melanie Lusnak, 28, ele agora tem uma nova vida após receber próteses especiais em formato de bota.

Escrevendo para o Pet Beastro, a Sra. Musnak diz que os primeiros meses após ela ter adotado o Watson foram difíceis: “Não importa quantos travesseiros e cobertores se acumulassem no chão de nossa casa, Watson ainda cairia ou tropeçaria”, diz ela.

Leia também: Estudantes reestruturam cadeira de rodas para que marido de professora possa passear com o filho

“Sua determinação o levaria escada acima em nossa casa, mas logo em seguida um grito estrondoso se seguiria, que é minha deixa para vir correndo para que ele possa ser carregado escada abaixo.”

No entanto, a Sra. Musnak então abordou a Animal Orthocare, uma especialista em prótese animal, onde o proprietário Derrick Campana usou peças fundidas das pernas dianteiras de Watson como molde para desenvolver as próteses.

“Mesmo com próteses, Watson não será capaz de andar, correr e pular como um gato normal”, diz Musnak. “A posição em que ele está não contribui para uma boa postura e, assim como com os humanos, isso pode causar dor e desconforto.”

Watson agora tem a ajuda regular de uma quiropodista de animais Dra. Christina Cole e, com avaliações regulares e próteses aprimoradas, a qualidade de vida de Watson está cada vez melhor.

Leia também: Menina de 2 anos que viralizou falando palavras difíceis “não assiste TV, nem celular”, diz mãe

A Sra. Musnak agora criou um site, Handi-Cat, onde ela documenta a história de Watson ao mesmo tempo que oferece recursos para outras pessoas com animais que têm deformidades, deficiências ou ferimentos.

Fonte: Amigo Pet

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS