Por anos, o jogador de vôlei italiano Roberto Cazzaniga, 42, foi vítima de um golpe ao acreditar que namorava a modelo brasileira Alessandra Ambrósio.

Uma quadrilha fez com que ele pensasse que era namorado virtual da modelo. Ao longo dos anos, Roberto perdeu 700 mil euros (mais de R$ 4 milhões).

Leia também: Freddie Highmore, o menino-prodígio que deixou a atuação para estudar Filologia

O golpe foi exposto pela mídia italiana nesta quarta-feira (24), através de uma reportagem na TV aberta do país.

Tudo fica mais absurdo quando se leva em conta que Alessandra mantém um relacionamento com o também modelo Richard Lee, com quem postou fotos numa rede social em viagem ao Havaí nesta semana.

Roberto joga por uma equipe da segunda divisão da liga de vôlei da Itália. Em entrevista à TV, ele disse que em 2008, uma amiga dele chamada Manuela passou o contato telefônico de uma mulher chamada Maya que disse que gostaria de conhecê-lo.

Após alguns meses, a mulher afirmou que Maya era um pseudônimo, e que ela seria a modelo brasileira Alessandra Ambrosio, uma das mais famosas do mundo.

Tudo era mentira: a mulher fingia que era a modelo. Esse tipo de golpe, no qual um interlocutor finge ser uma outra pessoa, é conhecido como catfishing.

“Não, nós nunca nos conhecemos. Ela deu mil desculpas, como doença e trabalho. E ainda assim me apaixonei por aquela voz, uma chamada após a outra. Os contatos eram apenas pelo celular, quase que diariamente”, disse ele, segundo o “Corriere della Sera”.

Desde 2008, o jogador transferiu 700 mil euros para a pessoa (pela cotação atual, essa soma é equivalente a R$ 4,4 milhões).

A golpista começou a pedir dinheiro, inicialmente, afirmando que o caixa eletrônico havia sido bloqueado por causa de um problema ligado a uma herança, e que ela não podia vê-lo por causa da sua rotina de trabalho e por causa de uma doença cardíaca.

Para levantar dinheiro, Roberto recorria aos parentes e amigos próximos.

De acordo com o jornal “Corriere della Sera”, os colegas do jogador o descrevem como um homem introvertido e ingênuo, e foram eles que sentiram que se tratava de um golpe e insistiram para que o caso fosse investigado.

As autoridades concluíram que 3 pessoas estão envolvidas no esquema para extorquir dinheiro do atleta: Manuela, que passou o contato de “Maya”, o namorado de Manuela, e uma mulher de 50 anos, que vive na Sardenha, chamada Valeria, e que fingia ser Alessandra Ambrosio nos telefonemas.

Leia também: Diretora da OMS diz que mundo vive começo da 4ª onda de Covid e faz alerta sobre carnaval no Brasil

Fonte: Folha Z

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS