Uma singela boa ação feita por uma jovem de São Vicente (SP) foi responsável pelo reencontro de um morador de rua com sua família, na qual ele não via há 10 anos.

Graças à uma publicação nas redes sociais, Jaíne Kaith, de 25 anos, possibilitou a reunião entre o homem e suas irmãs há muito separados uns dos outros. Mais: Jaíne abrigou o sem-teto em sua própria casa.

Em entrevista ao portal G1, ela contou que decidiu ajudá-lo após o encontrar duas vezes na cidade.

Leia também: ‘Vou tirar o tubo da sua garganta’, diz enfermeira em vídeo que emocionou as redes sociais

No dia 14 de maio,  Jaíne encontrou Cícero da Silva, de 53 anos, pela primeira vez, deitado no chão perto de sua casa.

Ela foi embora, mas retornou para ajudá-lo, levando um cobertor e uma jantinha.

Cícero explicou que tinha parentes em Mongaguá (SP), mas estava confuso, sem saber o paradeiro deles.

Na manhã seguinte, Jaíne voltou a lhe trazer comida e conversou com ele em busca de informações. Ela logo assumiu a missão de encontrar os familiares do morador de rua.

Para isso, pediu autorização e publicou uma foto dele nas redes sociais, conclamando os internautas a encontrar as irmãs de Cícero.

“As irmãs dele de São Paulo entraram em contato comigo e falaram que ele está nessa vida há 25 anos, mas que não viam ele há 10 anos. Depois que a irmã dele entrou em contato comigo, eu coloquei na cabeça a missão de fazer o reencontro”, relembrou Jaíne.

Leia também: Pinscher de traficante revela à Polícia Federal o esconderijo de entorpecentes na casa do seu dono (vídeo)

Nesse meio-tempo, manteve Cícero em sua casa por alguns dias até que suas irmãs buscassem ele.

“Nesse processo de procura e acolhimento a única coisa que eu não senti foi medo. Tive uma sensação de alívio em saber que tinham pessoas procurando por ele, que é um homem muito amado. Espero que tudo isso ajude os milhares de Cíceros que vivem nesse mundo”, disse a jovem.

Segundo portal G1, o reencontro ocorreu na casa de Jaíne e como não poderia deixar de ser, foi emocionante.

“Espero de coração que fique de aprendizado, pois ninguém sabe o que leva as pessoas fazerem isso, não sabem dos traumas que passaram, isso me ensinou muita coisa”, concluiu.

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS