Na manhã desta quinta-feira (23), as detentas condenadas Suzane von Richthofen, Anna Carolina Jatobá e Elize Matsunaga deixaram a penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, em Tremembé (SP), para a chamada “saidinha” temporária que precede o Natal e o Revéillon.

As condenações variam de assassinato a esquartejamento: Suzane foi condenada por matar os pais há 19 anos. Anna Carolina foi condenada pela morte da enteada Isabella Nardoni em 2008.

Já Elize está detida por matar e esquartejar o marido Marcos Matsunaga em 2012. Ela deixou o presídio segurando um papel em formato de coração e enviou um recado à filha, que não tem mantém contato com ela desde a prisão.

“Te amo minha filha. Nunca desistirei de você”, disse Elize. Sua filha tem sido criada com a família paterna.

Leia também: Cachorrinha pula na frente de toda foto que sua mãe adotiva tira durante o Natal

De acordo com o portal Metrópoles, a ‘saidinha’ temporária se inicia nesta quinta-feira (23) e vai até o dia 3 de janeiro.

Os presos em regime semiaberto têm direito ao benefício, mediante autorização da Justiça. Ao todo, são quatro saidinhas anuais (que ocorrem em maio, junho, setembro e dezembro).

O Poder Judiciário faz a concessão a detentos que apresentam bom comportamento, já cumpriram uma parte da pena e estão no regime semiaberto.

Suzane von Richthofen na faculdade

No início deste ano, Suzane von Richthofen, 38, foi aprovada em um curso no ensino superior e tem usado o transporte coletivo para se deslocar entre a prisão e a faculdade Biomedicina.

De acordo com a Justiça, Suzane obteve autorização para estudar fora da Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, onde cumpre pena.

As aulas começaram em setembro: a presa ia à universidade acompanhada por advogados usando carro de aplicativo na ida e na volta, mas agora tem optado pelo transporte público.

Assista ao vídeo:

Leia também: Modelo russa faz 7 cirurgias para se parecer ao máximo com Kim Kardashian

Fonte: Farol de Notícias

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS