A solidão é um mal cada vez mais comum. Na idade adulta, isso se torna um problema comum. Muitos números e estatísticas comprovam isso, assim como a iniciativa ‘Sharing With Friends’.

Tudo começou com a experiência e o trabalho de cinco amigas, que resolveram se mudar juntas para combater a falta de moradia e a solidão. Assim, aos poucos e com muito trabalho, nasceu esta bela e nobre organização.

Uma das usuárias do projeto é Maggie Shambrook, que teve uma carreira profissional de sucesso, criando três filhos em uma bela família, antes de ser demitida do emprego. Vieram os anos, a idade adulta e as decepções…

Leia também: Avô ganha de presente uma antiga fotografia dele ao lado dos pais: ‘Adorou’, diz neta

Seus diplomas de pós-graduação não ajudaram muito.

“Perdi meu emprego e minha casa que morava há 25 anos. Não tive sucesso no mercado de aluguel privado porque estava em Newstart. Candidatei-me a 30 propriedades e não encontrei onde morar”, lamentou.

Então a Sharing With Friends cruzou seu caminho.

No momento elas têm o status de “organização de caridade”, pela ajuda que presta à comunidade. Por meio de um modelo econômico, onde cinco mulheres se reúnem e investem uma quantia em dinheiro, podem comprar uma dessas acomodações para dividir.

Têm casa própria, com lavandaria, biblioteca e jardins comuns…

Leia também: Mãe descobre que filho desaparecido está morando na rua graças a vídeo publicado por cantora

“Conhecer e compreender os valores de cada um é importante porque essa é a base da compatibilidade”, disse Linda hahn, uma das inquilinas, 63 anos.

O importante é conhecer outras pessoas, compartilhar e se sentir acompanhado. Além, é claro, de ter uma casa decente.

“Não tenho família alguma, então o senso de comunidade é importante para mim”, diz Barbara Symes, outra participante do programa.

A solidão não precisa ser uma obrigação da velhice. Muito pelo contrário, é uma janela para novas amizades, amor e descanso.

Fonte: Upsocl

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS