Voluntários e pesquisadores da ONG ‘4Ocean’, entidade sem fins lucrativos que organiza mutirões de limpeza de dezenas de praias norte-americanas, desenvolveram um robô ‘limpa-praia’ movido a energia solar capaz de coletar lixo plástico até 30 vezes mais rápido que os seres humanos!

Batizado de ‘BeBot’, o catador de detritos autônomo pode limpar até 3 mil metros quadrados de praia por hora, o equivalente a um grupo de 20 pessoas trabalhando de forma ininterrupta por 60 minutos.

Leia também: Jovem mexicano desenvolve asfalto com pneus usados que se regenera com água da chuva

O robô é ágil e fácil de manobrar, uma clara melhoria em relação às opções existentes que tendem a ser derivadas de equipamentos agrícolas aposentados e movidos a gás.

Ele se destaca especialmente na remoção de pequenos pedaços de plástico que são difíceis de limpar à mão, usando pequenas grades de peneiramento de 1 cm x 1 cm para separar esses detritos da areia.

Um par de filtros triangulares dá ao BeBot uma pegada mais eficiente, sugando pedaços de 0,1 a 10 cm com facilidade, ao mesmo tempo em que remove o lixo maior também, como garrafas.

O mais legal é que o ‘catador autônomo’ é operado manualmente a uma distância de até 300 metros da orla.

De acordo com a ONG 4Ocean, o BeBot vem de uma empresa de tecnologia marinha chamada Polaru Marine, que entre muitos outros projetos, como a robótica, é especializada na construção de marinas de alumínio.

Leia também: Menina de 4 anos descobre uma enorme pegada de dinossauro de 220 milhões de anos

A empresa também constrói bancos de painéis solares flutuantes e outras tecnologias aquáticas futuristas, como a “estrela da amarração”, um dispositivo que aumenta o potencial de atracação de barcos, protegendo as linhas costeiras.

“A BeBot possui ativos ambientais inovadores, que nunca vimos antes”, disse Claire Touvier, membro da equipe de Soluções Ambientais da Poralu Marine. “Com um sistema de esteira exclusivo distribuindo pressão igual na areia, o BeBot reduz a erosão. Este design inovador também auxilia na preservação da biodiversidade, pois evita a compressão de ovos de tartaruga e de qualquer ecossistema vegetal na areia”.

“Estamos sempre em busca de tecnologia inovadora para melhorar nossas capacidades de limpeza”, disse Alex Schultze, cofundador da 4Ocean. “Com o lançamento do BeBot, somos capazes de trabalhar de forma mais inteligente e sustentável, enquanto recuperamos o plástico que já acessou o oceano e evitamos que novos detritos cheguem lá.”

Em seu site oficial, a 4Ocean explicou que possui uma meta de remover pelo menos 9 milhões de quilos (9000 toneladas!) de lixo plástico do oceano por ano.

Saiba mais assistindo ao vídeo abaixo:

Fonte: GNN

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS