No início deste ano, uma mãe de Iowa, no centro-oeste dos EUA, começou a procurar um local em que pudesse deixar a filha durante o dia, momento em que estaria trabalhando.

Amelia Kibble e o marido são professores de escola pública, e não possuem uma renda muito alta. Ainda assim, conseguiram matricular a pequena Alyssa, 1 ano, em uma creche particular.

“Quando contei o meu plano para alguns colegas de trabalho, eles balançaram a cabeça em descrença e disseram:’Você está brincando? Seu marido deve ganhar muito dinheiro, porque aquele lugar é muito caro. Eu mando meus filhos para uma babá que cuida de crianças em casa e custa dois terços do preço!’”, relatou Amelia.

Leia também: Voluntários salvam gatinho que ficou preso em ratoeira de piche por 7 horas

Posteriormente, ela renovou o contrato com a creche, apesar do valor ter aumentado de um semestre para o outro. Pouco depois, encontrou um de seus colegas.

“Um dia, encontrei esse cara que havia recomendado, inicialmente, essa opção da babá em casa para onde ele enviava seus dois filhos, no centro de educação infantil. Surpresa, perguntei o que ele estava fazendo ali”, lembra a mãe.

Ao que ele respondeu: “Há dois dias, fui buscar as crianças depois de um jogo de basquete do irmão mais velho. Entrei pela porta da frente e havia oito crianças na sala acordadas e brincando. A babá estava dormindo no sofá. Eu a acordei e ela disse que quando adormeceu, todas as crianças estavam tirando uma soneca. Bem, obviamente, eles acordaram, não é? Quem sabe quanto tempo eles ficaram sem supervisão!”, disse o pai, chocado.

Ao final, Amelia decidiu deixar a filha na escola de vez. Nada de babás particulares!

“Sim, estou pagando caro, mas sei que há uma fiscalização, que os cuidadores são qualificados, recebem treinamento intensivo, que o prédio tem fechaduras, cercas, cobertura por câmeras de segurança. Estou pagando pela tranquilidade e esse sentimento não tem preço”, diz Amelia, que alerta: “Espero que os pais que façam a opção de deixar as crianças com cuidadores em creches caseiras levem algum tempo investigando todas as condições”, completou.

Leia também: “Sem o seu apoio eu não conseguiria”: Homem parou de fumar com ajuda da esposa

Fonte: Noticiasdomundo

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS